A primeira sessão de participação pública do Plano Estratégico de Desenvolvimento Turístico e da Visitação do Barreiro (PEDTVB) teve lugar no dia 11 de janeiro, nos Paços do Concelho, e foi dirigida a eleitos do Município do Barreiro. Estas sessões de participação fazem parte do programa “Barreiro em Desenvolvimento” – Roteiro do Desenvolvimento Económico, promovido pela Câmara Municipal do Barreiro, nos meses de janeiro e fevereiro.

De salientar que o PEDTVB foi elaborado no âmbito da candidatura aprovada ao Quadro de Referência Estratégico Nacional “Barreiro Memória e Futuro”, que permitiu um conjunto de investimentos na área do turismo, segundo referiu Márcia Calafate, responsável pelo Gabinete Municipal de Desenvolvimento Económico e Estratégico da CMB.

Trata-se de um documento que ainda não está ‘fechado’, apesar de se encontrar numa fase de construção avançada. “Queremos recolher opiniões e sugestões, de modo a enriquecer o trabalho”, referiu o Presidente da Autarquia Barreirense, Carlos Humberto de Carvalho, na sessão.

O PEDTVB “pretende constituir-se como um documento de apoio ao desenvolvimento da atividade turística e da visitação do Concelho, consubstanciando uma estratégia para dinamizar o turismo e a visitação, na expectativa de valorizar e divulgar os seus recursos patrimoniais e identitários, e assim robustecer e diversificar a sua base económica e incrementar o seu posicionamento competitivo no contexto metropolitano e regional”, refere a introdução do documento apresentado na sessão de participação pelo Professor José Manuel Simões, da empresa RUR, responsável pela elaboração do PEDTVB.

“O Barreiro é um Concelho com muitas memórias e tradições, com elementos que podem atrair nichos de turismo” referiu o Geógrafo e Urbanista, responsável pelo Doutoramento em Turismo da Universidade de Lisboa, José Manuel Simões.

Na Estratégia de Desenvolvimento Turístico para o Barreiro, elegeu como pontos fortes e oportunidades, a centralidade e acessibilidade no contexto da Área Metropolitana de Lisboa; a diversidade de tipologias dos recursos identitários e patrimoniais existentes, destacando-se o valor da memória e do património associado à atividade industrial e ferroviária; a herança diversificada de várias atividades com relevância histórica ao nível nacional; a oportunidade de desenvolvimento hoteleiro associada à instalação do terminal de contentores; entre outras.

Porém como pontos fracos e ameaças salientou a insipiência do desenvolvimento do turismo de recreio e lazer; limitações da oferta e da qualidade do alojamento turístico; insuficiente empreendedorismo turístico e limitações dos operadores turísticos; envelhecimento do centro histórico e de alguns recursos patrimoniais; inexistência de praias fluviais reconhecidas e classificadas; imagética associada à indústria pesada poluente e à de subúrbio-dormitório; polarização de Lisboa enquanto destino turístico; redução do número de carreiras fluviais e aumento da duração da viagem; e dificuldade de afirmação isolada de produtos gastronómicos locais.

 

José Manuel Simões apontou como domínios transversais de intervenção:

Visibilizar: Dar notoriedade aos recursos locais no contexto dos fluxos turísticos metropolitanos;

Posicionar: (Re)Enquadrar o Barreiro através de uma identidade própria forte e atrativa;

Dinamizar: Criar condições que permitam a potencialização dos processos de visitação;

Envolver: Favorecer sinergias entre os vários atores territoriais.

 

E apontou ainda, dando exemplos, as ações e projetos estruturantes capazes de atração turística e de visitação, designadamente:

– Promoção de circuitos turísticos e de visitação temáticos: circuitos da Memória Operária e da Resistência Política, da Memória Industrial, da Memória Ferroviária;

– Promoção de eventos de âmbito cultural: nas áreas de street art, fotografia, cinema e vídeo industrial;

– Promoção de eventos de âmbito desportivo: essencialmente nas modalidades de vela, remo e canoagem;

– Valorização funcional da frente rio;

– Criação de transporte de apoio e estímulo à visitação: através nomeadamente da criação de um minibus turístico;

– Disponibilização de informação turística: desenvolver suportes tecnológicos de disponibilização de informação;

– Criação de uma unidade de museologia ativa no domínio das memórias e inovações industriais e ferroviárias;

– Incentivo à instalação de alojamento qualificado;

– Criação de um Fórum de concertação de turismo.

 

A apresentação efetuada ontem na sessão de participação pode ser consultada na totalidade em www.cm-barreiro.pt.

 

O sumário executivo do PEDTVB pode ser consultado em anexo e em www.cm-barreiro.pt.

 

 

Programa “Barreiro em Desenvolvimento” – Roteiro do Desenvolvimento Económico

 

No âmbito do Roteiro “Barreiro em Desenvolvimento”, a Câmara Municipal do Barreiro está a promover diversas atividades dirigidas essencialmente a empresários do Concelho. Visitas a empresas, discussão do Plano Estratégico de Desenvolvimento Turístico e de Visitação do Barreiro, formações, workshops são algumas das iniciativas que fazem parte do programa.

 

Do programa geral constam as seguintes iniciativas:

– Roteiro das Empresas: PME’s, Parques Empresariais e FAB LAB Barreiro

– Ciclo de Formação/workshops para PME’s e Comércio Local

– Participação e Discussão do Plano Estratégico de Desenvolvimento Turístico e da Visitação do Barreiro: Agentes Culturais, Operadores Turísticos, Hotelaria e Restauração, Alunos da UTIB e dos Cursos Técnicos das Escolas Secundárias do Concelho

– Guia do Investidor

– Apresentação Pública do Relatório do Workshop Internacional: “Barreiro Railway station and maintenance buildings” e do Plano Estratégico de Desenvolvimento Turístico e da Visitação do Barreiro  | 25 fevereiro | 18h00 | Espaço Memória

– Promoção turística institucional –  Novo Meio de disponibilização de informação turística | Estação Fluvial do Barreiro

– Visita estudantes do MMO da Universidade de Tilburg/Holanda —Apresentação de Case Study |  16 fevereiro

 

O Programa ROTEIRO DAS EMPRESAS inclui as seguintes visitas:

– FAB LAB Barreiro | 14 janeiro – 17h30

– Parque Empresarial da Baía do Tejo | 13 janeiro e 15 de janeiro – 14h30 / 18h00

– Empresas do Business Center da Baia do Tejo | 25 janeiro – 10h00 / 12h30

– Parque Empresarial Quinta das Rebelas | 19 janeiro – 15h00 / 18h00

– Parque Empresarial Sete Portais | 20 janeiro – 9h30 / 12h00

– Zona Logística de Coina | 4 fevereiro – 14h30 / 18h00

– Zona Empresarial de St. António | 11 fevereiro – 14h30 / 16h30

 

O Programa CICLO DE FORMAÇÃO/WORKSHOPS PARA PME’S E COMÉRCIO LOCAL é o seguinte:

– Fab labs – Uma rede global de criatividade e inovação | 25 janeiro – 21h00, Escola Conde Ferreira | Em parceria com Fab Lab Barreiro

– Bases para elaboração de Plano de Negócios | 27 janeiro – 21h00, Sala de Sessões dos Paços do Concelho | Em parceria com MRMF – Consultoria de Gestão

– O Empreendedorismo como motor de desenvolvimento local | 12 fevereiro – 21h00, Sala de Sessões dos Paços do Concelho | Em parceria com IDSET e DARING PROJECT

– Comunicar a Ideia e o Negócio | 22 janeiro – Sala Estudo Biblioteca

Em parceria com o IAPMEI

– Promoção do Negócio em Ambiente Digital | 26 fevereiro – Sala Estudo Biblioteca

Em parceria com o IAPMEI

– Orçamento de Estado 2016: Impactos Fiscais para as Empresas | 29 fevereiro – 14h30, Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro

Em parceria com a CPPME.

 

Participação gratuita, mas sujeita a inscrição e limitada aos lugares disponíveis

Informações: GMDEE | Gabinete de Apoio ao Empresário

Tel: 212 068 058 | E-mail: gae@cm-barreiro.pt

 

O Programa PARTICIPAÇÃO E DISCUSSÃO DO PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO E DA VISITAÇÃO DO BARREIRO inclui as sessões, destinadas aos seguintes públicos:

– Agentes Culturais | 18 janeiro – 18h00, Escola Conde Ferreira

– Estabelecimentos Hoteleiros, Operadores Turísticos e Empresários da Restauração | 22 janeiro – 15h30, Sala de Sessões dos Paços do Concelho

– Alunos da UTIB e Cursos Técnicos das Escolas Secundárias do Concelho | 23 fevereiro – 11h00; 24 fevereiro – 15h00, Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

– População em geral | 25 fevereiro – 18h00, Espaço Memória.

Partilhe esta notícia