Para assinalar os 90 anos da Volta a Portugal em Bicicleta, no passado dia 26 de abril, realizou-se a primeira etapa da campanha “Dar a Volta”, entre Lisboa e Setúbal, que pretende promover a atividade física e a saúde através do incremento da mobilidade ativa, este fim de semana é a vez de arrancar a 2ªetapa, entre Setúbal e SinesUm grupo de professores propõe-se pedalar todas as etapas do percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, em 1927. Não se trata de uma corrida. Pelo contrário, pretendem provar que qualquer um o pode fazer e difundir o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal.

Esta campanha de sensibilização para o uso da bicicleta e promoção de um estilo de vida ativo mais saudável conta com o apoio do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física, da Direção-Geral da Saúde.

Próxima etapa:

Setúbal – Sines

  • 10:00h – concentração no arco da Praça José Afonso

    10:30h – ferry para Tróia

    Comporta

    Melides

    Vila Nova de Stº André

    Sines

    Trajeto com cerca de 70 km

O Objectivo

Implementar o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal.

Promover a atividade física e a saúde através do incremento da mobilidade ativa.

Criar a referência para uma grande rota nacional e internacional de turismo ativo contribuindo para o desenvolvimento do país e promoção da coesão territorial e social.

Promover a intermodalidade de transportes públicos e bicicleta.

 

TORNAR O PERCURSO DA 1ª VOLTA DE 1927 UMA REFERÊNCIA DO TURISMO ATIVO

1927 a Volta é para atletas

 

O percurso realizado em 1927 constituiu uma inovação para época porque mostrava como era possível dar a volta a Portugal em bicicleta bastando para o efeito, realizar etapas sucessivas que uniam as cidades mais próximas entre si.

Na época, a realização do evento constitui-se um projeto social nacional mediático efectivado através da parceria entre várias instituições publicas e privadas das cidades etapa.

 

2017 a Volta é para todos

 

Noventa anos depois, em 2017, pretendemos retomar esta proposta inovadora mostrando como a história de relação da Volta de 1927 com o território nacional pode ser a referência emocional da campanha de promoção do uso da bicicleta em Portugal.

Através do levantamento geográfico e etnográfico pretendemos colocar a agenda académica ao serviço da comunidade e contribuir para a melhoria de vida de todos.

 

 

Depois de mapeados os pontos críticos do percurso realizamos a etapa nas datas que aqui publicamos.

Se o percurso, por inteiro, for uma estrada nacional com tráfego intenso, alteramos o itinerário e iremos testar uma alternativa mais segura.

Esta é uma Campanha de divulgação e promoção do uso da bicicleta que pretende iniciar o processo de marcação de um percurso seguro inter-cidades e, no seu todo, constituir uma Rota de turismo ativo.

 

DAR A VOLTA NUMA META A 10 ANOS

 

Daqui a dez anos a Volta celebra 100 anos.  O que pretendemos em 2017 é congregar sinergias para que se efetive a mudança a três níveis – todos devidamente consignados nas Grandes Opções do Plano 2016-2019:

  1. Implementação da bicicleta como meio de transporte;

Meta: passar de1% para 10% o no de utilizadores de bicicleta

  1. Impulsionar e expandir a mobilidade eléctrica;

Meta: vendas de bicicletas eléctricas superarem a dos automóveis

  1. Promoção da coesão territorial e ambiental;

Meta: ter uma rede ciclável intercidades de 5000 km, que se estenda por todo o país.

4.  Promover o uso da bicicleta combinada com os transportes públicos;

Meta: conseguir chegar com a bicicleta de transporte público a qualquer cidade do país.

 

 

Para que este itinerário venha a ser uma rota turística será necessário criar condições de segurança à deslocação de bicicletas.

 

O percurso de cada etapa que, neste primeiro ano, vamos testar será sempre aqui divulgado dias antes da sua realização pública desta Campanha de divulgação e promoção do uso da bicicleta.

 

Para mais informações consulte : http://daravolta.fmh.ulisboa.pt

Partilhe esta notícia