A 8ª edição CÍRCULO DE JAZZ FEST acontece em Setúbal já no início de 2019, com um programa de excelência na área do Jazz que, aliando aos múltiplos concertos que durante o mês de janeiro irão acontecer, retomará algumas sessões de cinema a decorrer na Casa da Cultura.

É de realçar que desde a génese do festival já passaram por este “Circulo”, que se estende ao longo do ano, nomes como Mário Delgado, Filipe Melo, Júlio Resende, Desidério Lázaro ou Bruno Pernadas, entre muitos outros, e que continuará a ser uma forte aposta na programação cultural da Câmara Municipal de Setúbal, em trazer até à terra sadina, os maiores nomes do Jazz nacional.

O festival arranca com a Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal, dirigida por Luís Cunha com apresentação  de “A dança dos pássaros”, de António Pinho Vargas, no emblemático Forum Municipal Luísa Todi no dia 18 de janeiro, pelas 21h30. Esta noite termina com um concerto extra e de entrada livre, o projeto Kharga, de música original e instrumental que procura juntar a energia e as cores de várias correntes da world music, nomeadamente do continente africano, com uma sofisticação harmónica e improvisação de raízes ocidentais, na coletividade centenária “Sociedade Musical Capricho Setubalense”. 

Ainda na “Capricho” João Hasselberg – The Great Square of Pegasus e o Quinteto Ricardo Pinto marcarão a noite de 25 de janeiro. João Hasselberg, na sequência da sua já estabelecida carreira não apenas como contrabaixista, mas também como compositor,  desde 2013 com o lançamento do aclamado disco “Whatever It Is You’re Seeking, It Won’t Come In The Form Your Expecting”, regressa da sua formação no mestrado do conceituado Rhythmic Music Conservatory, em Copenhaga, com uma motivação renovada para a criação musical. Já  Ricardo Pinto é um músico que gosta de desenvolver linguagens de música diferentes, sempre tendo o jazz como linha de base, que nos leva para ambientes cinematográficos com melodias fortes e cantáveis, sugeridas por harmonias abertas e de alguma forma dúbias. Aqui, irá apresentar “A SUL”, titulo do seu terceiro trabalho discográfico, onde, Ricardo Pinto, se faz acompanhar por um elenco de luxo com nomes como Ricardo Toscano no saxofone, Óscar Graça no piano, André Rosinha no contrabaixo e Luís Candeias na bateria.

A Casa da Cultura de Setúbal acolherá vários concertos  até ao final do mês de janeiro, nomeadamente, Ana Deus – Ruído Vário, Beatriz Nunes Quarteto, Jeffery Davis e Federico Casagrande e para encerrar o festival o concerto de Daniel Neto Quarteto.

Em 2017 Ana Deus e Luca Argel concebem o espetáculo Ruído Vário e  desta parceria surgem as 15 canções, escritas quase todas sobre poemas do Fernando Pessoa ortónimo. As vozes de Ana e Luca transformam e atualizam o génio de Pessoa, passando por diversas das suas facetas, da solenidade trágica ao escárnio humorístico, sempre acompanhadas pela guitarra de Luca e por ruídos outros que ampliam a atmosfera dos poemas. 

O Quarteto Beatriz Nunes, formado por Jorge Moniz na bateria, Mário Franco no contrabaixo e Luis Barrigas no piano, surge do interesse pelo repertório cantado português, da música tradicional/popular portuguesa ao jazz, e conta com arranjos originais de canções de Zeca Afonso, Fausto, João Loio bem como temas de Mário Laginha ou João Paulo Esteves da Silva. 

Frederico Casagrande, considerado pelo JazzNews como talento a seguir, em 2015, e como um “poeta de seis cordas” junta-se ao virtuoso Jeffery Davis, um dos melhores vibrafonistas de jazz de hoje. Ambos prometem um dualismo que incorpora também improvisação livre e peças escritas com grande profundidade.

O projeto Daniel Neto Quinteto nasce do gosto pela sonoridade dos organ trios, muito populares nos anos 60, o Jazz ganha outra dimensão e fica diferente após o aparecimento destes, onde o saxofone, a guitarra, o órgão e a bateria, juntos, criam uma espécie de simbiose sonora e estilística bastante peculiar, proporcionando ambientes sonoros intimistas e descontraídos entre o público.

Para os amantes do cinema Woody Allen entra no cardápio com o filme “Através da Noite” a acontecer no dia 10 de janeiro na Casa da Cultura de Setubal, e no dia 24 será projetado o Kansas City de Robert Altman.

Os ingressos podem ser adquiridos na Casa da Cultura, no Fórum Municipal Luísa Todi ou através do Ticketline. A aquisição do passe do festival tem o valor de 20 euros com acesso a todos os eventos que integram o Circulo de Jazz Fest. No Local dos concertos será possível adquirir ingressos para cada concerto com valores diferenciados.

Esta é uma organização da Câmara Municipal de Setubal com a parceria da Sociedade Musical Capricho Setubalense.

Círculo de Jazz Fest – 8ª edição

10 Janeiro | Quinta-feira
Casa da Cultura |Sala José Afonso, 21h30
Cinema | Através da Noite, de Woody Allen

18 Janeiro | Sexta-feira
Fórum Municipal Luísa Todi
21h30 – Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal
Sociedade Musical Capricho Setubalense
23h30 – Kharga

19 Janeiro | Sábado
Casa da Cultura |Sala José Afonso
22h00 – Ana Deus – Ruído Vário
23h15 – Beatriz Nunes Quarteto

24 Janeiro | Quinta-feira
Casa da Cultura |Sala José Afonso, 21h30
Cinema | Kansas City, de Robert Altman

25 Janeiro | Sexta-feira
22h00 – João Hasselberg – The Great Square of Pegasus
23h15 – Quinteto Ricardo Pinto

26 Janeiro | Sábado
Casa da Cultura |Sala José Afonso, 
22h00 – Jeffery Davis / Federico Casagrande
23h15 – Daniel Neto Quarteto

Bilhetes:
– Passe, 20€
– Dia 18 Jan, 10€ (FMLT); after-hours na SMCS é gratuito
– Dia 19 Jan, 5€ (Casa Cultura)
– Dia 25 Jan, 5€ (SMCS) |
– Dia 26 Jan, 5€ (Casa Cultura)
– Sessões de cinema, 1€

Fonte:CMSetúbal

Partilhe esta notícia