A administração e a comissão de trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa concluíram no passado dia 24 o processo de diálogo para encontrar um modelo de gestão adequado ao volume de produção previsto para os últimos quatro meses do ano. O volume de encomendas previsto desde o início do ano representa uma redução de 19% face ao ano anterior, concentrada no segundo semestre.

O modelo encontrado prevê a redução do volume diário e a respetiva produção num único turno a partir de setembro, sem dias de paragem coletiva adicionais. Possibilita também a gestão individual do tempo de trabalho e a continuação dos programas de qualificação e de mobilidade internacional noutras fábricas do grupo Volkswagen.

Esta solução permitirá a manutenção do emprego e do rendimento dos colaboradores, sem colocar em causa a produtividade da unidade de Palmela.

Até ao momento, a Volkswagen Autoeuropa já efetuou 20 dias de paragem coletiva (down days), estando previstos mais 2 dias de paragem no atual modelo de produção em dois turnos.

A Volkswagen Autoeuropa encontra-se ainda em contacto com os seus fornecedores, procurando minimizar o impacto desta alteração no seu funcionamento.

A situação atual constitui uma transição para o crescimento a partir do segundo semestre de 2017, altura em que arranca o novo modelo que relançará a fábrica portuguesa da Volkswagen. O início da produção das primeiras unidades de pré-série irá coincidir com a passagem a um turno.

Partilhe esta notícia