Uma nota prévia para o que se passou esta semana e para os ataques que têm sido feitos de parte a parte pelas duas principais equipas de Lisboa: enquanto os dirigentes não perceberem que este tipo de atitudes só acende rastilhos perigosos e que não podemos andar a relativizar o que é mais ou menos grave, temos é que combater todas estas atitudes com firmeza para que o espetáculo do futebol não seja estragado. Assim não vamos a lado nenhum.

Indo ao futebol dentro do campo (que é esse que verdadeiramente interessa) Benfica e Porto cumpriram a sua obrigação e ganharam os seus respetivos jogos. O Benfica teve um jogo e uma vitória tranquila, que ate poderia ter sido mais dilatada, mas com a chegada ao 3-0 a equipa abrandou não deixando o treinador do Benfica satisfeito, e tem razão. Num jogo onde o adversário já estava perdido em campo, o score tem sempre que ser aumentado dado que a diferença de golos pode ser um fator decisivo de desempate. Mas o resultado não se alterou e o Benfica acabou por conseguir uma vitória pelos mesmos números conseguidos a meio da semana para a Taça da Liga. Saúda-se também o regresso de Ruben Amorim à competição após longa paragem por lesão.

No reino do Dragão, Lopetegui tinha deixado o aviso que quem estivesse a pensar no jogo da Champions ficaria em casa. A dada altura, e após o golo de Brahimi que colocou o Porto na frente do marcador, esse pensamento na Champions parece que começou a chegar aos jogadores. É certo que o Guimarães pouco fez para perturbar a defesa do Porto mas um resultado de 1-0 é bastante perigoso e, muitas vezes, pode aparecer um lance furtuito e acabar por estragar uma vitória que parecia já não fugir. Felizmente para a equipa de Lopetegui isso não aconteceu e a equipa conseguiu gerir o jogo e agora pode concentrar todas as baterias na Champions. Com as competições europeias a regressarem vamos ver como será gerida a equipa para que se mantenha nas frentes que ainda está presente (Campeonato, Europa e Taça da Liga).

Pela segunda jornada consecutiva, o Sporting acabou por ser o grande derrotado da jornada e, se a semana passada viu fugir a vitória no último lance do jogo, esta semana evitou um mal maior no último suspiro da partida. Marco Silva fez um apelo aos jogadores para que se superiorizassem e mostrassem que o jogo com o Benfica era passado e que não viraram a cara à luta. Mas no geral o Sporting não foi a equipa que já nos tinha dado bons espetáculos de futebol esta época e com este resultado complicou as contas do título e vê o 2.º lugar ficar mais longe. Estas próximas semanas serão decisivas para a equipa de futebol do Sporting. Com a Liga Europa, o jogo no Dragão para o Campeonato e a 1ª eliminatória da Taça de Portugal a serem jogados num tão curto espaço de tempo, vamos ver a capacidade que Marco Silva terá para gerir os seus jogadores e se eles estarão à altura dos acontecimentos.

Desejo a todos um bom carnaval e que Porto e Sporting vençam os seus jogos na Europa. Até para a semana.

 

Ricardo Santos

Marketeer

Partilhe esta notícia