No seguimento de mais notícias sobre a realização do Exercício NATO Tridente Juncture 2015, a decorrer em Portugal, Espanha e Itália entre 3 de Outubro (véspera das Eleições Legislativas no nosso país) e 6 de Novembro, envolvendo 25 mil efectivos de cerca de 40 países e anunciando-se manobras em Santa Margarida, Beja e para Setúbal/Tróia o papel de plataforma portuária da entrada de viaturas e outros equipamentos e meios militares, a Direcção da Associação Conquistas da Revolução, reunida a 19 de Agosto de 2015, toma posição contra estas manobras e apela aos trabalhadores e ao povo português para que exprimam veementemente o seu empenho na defesa dos Valores de Abril, da Paz e Independência Nacional, no respeito pela Constituição da República, na solidariedade e cooperação com os povos de todo o Mundo.

Tratando-se indubitavelmente, 70 anos depois do lançamento das bombas atómicas sobre Hiroshima e Nagazaki, da projecção de novas intervenções da NATO no Mediterrâneo, Norte de África e Médio Oriente, impõe-se a condenação da subserviência de sucessivos governos do PS, PSD, CDS-PP e da Presidência da República aos desígnios dos poderosos e o alargamento e convergência da luta pela paz.

 

Lisboa, 19 de Agosto de 2015

A Direcção da Associação Conquistas da Revolução                      

Partilhe esta notícia