ADAO Barreiro recebe WORKSHOP DE IMPROVISAÇÃO VOCAL:

Conceitos associados: Criações espontâneas; Improvisação musical; Trabalho rítmico; Treino auditivo; Expressão artística; Linguagem corporal; Beatbox; Canto; Melodia; Harmonia; Movimento; Expressividade teatral; Interação humana; Dinâmicas de grupo; Paisagens sonoras.

Missão: Fazer com que cada indivíduo esteja consciente da sua expressividade, explorando musicalidade e improvisação, e percebendo a importância, relevância e pertinência da ligação humana às diversas formas de arte.

Objectivo: Este trabalho tem como objectivo proporcionar aos participantes um ambiente seguro para explorarem a sua sensibilidade musical, imaginação e criatividade através de técnicas, jogos e dinâmicas de improvisação, tanto em contexto individual como em contexto de grupo.

Conteúdos: Normalmente, existe uma abordagem aos conceitos básicos, técnicas e alguns sons de beatbox / percussão vocal – kit de bateria; Abordam-se noções de experimentalismo e exploração rítmica e melódica; Noção de tempo, batida, cadência e padrão; Desenvolvimento de expressão corporal e teatralidade; Diversos temas associados à improvisação.

Técnica: A intenção é colocar as pessoas fora da sua zona de conforto, sempre recorrendo à interação, jogabilidade e diversão como pontos de partida para ambientes complexos e camadas musicais que preenchem o espaço com a energia única de cada um. O entretenimento alia-se à aprendizagem de uma maneira apelativa e subtil, fazendo com que os conceitos e as ideias sejam absorvidos através da prática, observação, repetição, experimentalismo e inspiração.

Descritivo geral (coloquial): Normalmente, são abordados alguns conceitos básicos de percussão vocal (beatbox) e respiração, e acontecem distintas dinâmicas, jogos e exercícios que vão colocar as pessoas a cantar umas com as outras e a ter variadas experiências dentro do mundo da improvisação vocal – solos, trabalho de grupo, linguagem, etc. A ideia é trazer aos participantes um ambiente descontraído e divertido onde as pessoas interagem umas com as outras através do canto, da música espontânea, e do movimento.

WORKSHOP DE IMPROVISAÇÃO VOCAL E CONCERTO DE RIZUMIK (Tiago Grade)
 
LOCAL: ADAO – Associação Desenvolvimento de Artes e Ofícios – BARREIRO
 
DATA: 26 de Maio de 2017 /// Workshop 19H00/21H00 /// Concerto 22H30
BIOGRAFIA >
Rizumik (Tiago Grade) é um artista internacionalmente reconhecido sobretudo pelas suas capacidades rítmicas e de improvisação. Nascido em Lisboa e residente em Nova Iorque, liga-se às artes de palco através da música, dança e movimento, representação e ensino.

Em 2016, fez parte do grupo de professores / assistentes do curso de Circle Songs liderado por Bobby McFerrin, no Instituto Omega (Estados Unidos) e em 2017, fará parte do grupo central de ensino. Foi o ator principal no conceituado espetáculo The Voca People, tendo estado em Off-Broadway durante mais de um ano (West Side Theatre e New World Stages), bem como com o cast internacional, por variados países. A produção ganhou o prémio Lucile Lortel de 2012 para “Outstanding Alternative Theatrical Experience”, e foi apresentada em shows como “Live With Kelly”, “The Wendy Williams Show”, “MDA Telethon” e “Late Night With Jimmy Fallon”.

Rizumik tornou-se campeão americano de beatbox de 2012, e participou em três edições do campeonato mundial de beatbox, em Berlin (2009, 2012 e 2015). Em 2014, foi o ator principal de uma campanha publicitária para a Grand Marnier, filmada em Austin (Texas) e em 2008 venceu o prémio de música dos Jovens Criadores (em Lisboa) com o projecto vocal aCorda. Em 2017, foi distinguido com o prémio “Melhor Percussão Vocal” na conceituada competição Harmony Sweepstakes, em Nova Iorque.

________________________________________________________________________________________________________________

SOBRE A ADAO > 
A Associação para o Desenvolvimento das Artes e Ofícios nasceu em 2015 no espaço que serviu durante 96 anos, até Dezembro de 2008, como sede da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários dos Caminhos de Ferro do Sul e Sueste. Muito perto daquilo a que chamamos a Estação ou o Terminal ou a Desnivelada.
E a ADAO é também a Estação de sonhos e ideias, o Terminal de vontades e emoções e a resposta criativa a uma época Desnivelada. Para isso, os amplos espaços e salas de trabalho que foram as camaratas, oficinas e garagem do quartel, servem agora de berço para a criatividade de artistas plásticos, arquitetos, músicos, performers e todos os que “vierem por bem”.
Com alguma frequência, os espaços da ADAO assumem o formato Open Day. E é uma festa. Nesses dias, desvendam-se e acolhem-se novos sonhos, visões, caminhos, ilusões e coisas tão sérias como os reencontros. Vindos de todo o lado, em todas as direções e sentidos, sem tempo, nem idade, nem muros daqueles que às vezes se erguem à volta das pessoas.
Na ADAO tudo pode acontecer: o apoio a artistas de todas as áreas; formação técnico profissional; promoção de trabalhos nas diversas áreas das artes e ofícios e, claro, a disponibilização de espaços de trabalho, oficinas e organização de eventos.
Independente, congregadora, cooperante, multidisciplinar e assumidamente fomentadora e construtora de espaços criativos, a ADAO é mesmo um porto, uma estação entre linhas tantas vezes cruzadas, caminhos feitos a pulso e ferro, gerações, personalidades e razões.
Aqui, cimentamos claramente a história que faz raiz deste chão em que crescemos: todos os que chegam são bem-vindos e, seja qual for o seu destino, levam sempre na bagagem uma viagem inesquecível feita de querer, fazer e partilha. O melhor que nos podemos dar. O ponto de partida, o inicio da linha.
 
Partilhe esta notícia