A primeira iniciativa no âmbito da criação do Centro de Competências do Pinheiro Manso e do Pinhão realiza-se na próxima sexta-feira, dia 6 de março no Auditório Municipal de Alcácer do Sal. Trata-se da realização do Seminário “Avanços no conhecimento na fileira do Pinheiro Manso”, promovida pela União da Floresta Mediterrânica (UNAC) com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal.

A sessão de abertura marcada para as 10h, vai contar com a presença do Diretor da UNAC, Pedro Silveira e do Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença.

Vários investigadores e entidades com trabalhos desenvolvidos nesta matéria vão reunir em Alcácer do Sal num fórum de partilha e articulação de conhecimentos, capacidades e competências, tal como prevê o Protocolo do Centro de Competências do Pinheiro Manso e do Pinhão, rubricado no dia 27 de fevereiro no Ministério da Agricultura e do Mar, por várias entidades fundadoras, caso da Câmara Municipal de Alcácer do Sal.

O pinheiro manso é uma das espécies florestais mais interessantes na economia das explorações agroflorestais mediterrânicas.

Por essa razão, têm sido realizados elevados investimentos por parte dos produtores florestais, que se traduziram num aumento significativo das áreas de pinheiro-manso (46% em área total entre 1995 e 2010), que totalizam atualmente 175.000 hectares.

A UNAC identificou o Pinheiro Manso como uma das suas áreas de trabalho prioritárias com vista a um aumento na profissionalização desta cultura e à promoção da melhoria da competitividade da fileira da pinha / pinhão na região do Alentejo.

Não obstante a atual conjuntura de baixa produção de pinha, e que tem gerado preocupação dentro do seio da Fileira, a UNAC considera, no que é uma característica intrínseca a qualquer investimento florestal, que deve ser delineada e executada uma estratégia de médio e longo prazo que permita o desenvolvimento das potencialidades desta fileira. Este e outros temas vão estar em destaque no seminário.