O Município de Alcácer do Sal associa-se à Marcha de Protesto pela Conclusão do IC1 (troço Alcácer do Sal – Grândola) marcado pelas Comissões de Utentes para o próximo dia 27 de Fevereiro – sexta-feira. A concentração está agendada para as 17h00, em Alcácer, no Largo da Feira, seguindo a marcha até ao quilómetro 10, onde os utilizares da via de Alcácer e de Grândola se irão encontrar.
As Comissões de Utentes do Litoral Alentejano em colaboração com as Câmaras Municipais dos dois concelhos, União e Juntas de Freguesia vão promover uma nova marcha lenta automóvel no IC1, entre Alcácer do Sal e Grândola, distrito de Setúbal, para exigirem a reparação urgente daquele troço da estrada, entretanto já anunciado.
Tal como na marcha lenta efetuada em junho do ano passado, que juntou várias dezenas de veículos entre Alcácer do Sal e Grândola, os utilizadores da via exigem que a via seja reparada com urgência, por representar um perigo real. A sinistralidade naquela zona do Itinerário Complementar (IC) 1 está a atingir um nível muito alarmante, registando-se mais mortes, segundo as Comissões de Utentes do IC1.
Outra iniciativa passa pela reposição na via de materiais de divulgação, como faixas e pendões, que, segundo as Comissões de Utentes, foram roubados após a realização do protesto em junho. Os materiais foram recuperados e serão recolocados em breve.
As causas apontadas para o mau estado da via são a falta de manutenção e o aumento de tráfego originado pela fuga à autoestrada (A2).

Recorde-se que, a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL) já pediu uma audiência com o ministro da Economia, António Pires de Lima, também para reivindicar obras nas estradas da região com problemas mais prementes.

Partilhe esta notícia