O programa de Rastreio do Cancro da Mama regressa a Alcácer do Sal a 14 de abril com três ações em pontos distintos do concelho. Cerca de 2.200 mulheres, com idades compreendidas entre os 45 e os 69 anos, vão ser convidadas a participar nesta campanha que aposta no diagnóstico precoce do cancro que mata cerca de 1.500 mulheres por ano só em Portugal.

Numa primeira fase, entre 14 e 17 de abril, a unidade de rastreio vai estar instalada perto da Junta de Freguesia da Comporta, seguindo depois para o Torrão, onde estará ativa de 22 a 29 de abril. A ação termina junto ao Centro de Saúde de Alcácer do Sal, de 5 de maio a 13 de junho.

A cada 2 anos, o Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro mobiliza Unidades Móveis para procederem à realização de mamografias de rastreio nos concelhos da sua área de influência. O exame é gratuito e os resultados são enviados diretamente para o médico de família ou, caso não tenha, para o coordenador da Unidade de Saúde da área de residência. Se os resultados suscitarem dúvidas aos médicos, proceder-se-á a um convite para consulta de aferição em Lisboa, onde se realizam todos os exames complementares necessários.

O programa de Rastreio do Cancro da Mama chegou a Alcácer do Sal em 2008 e desde então tem registado uma adesão crescente. Em 2012, foram convidadas a participar 2.236 mulheres, 66,82% das quais compareceram ao exame. Das 1.494 mamografias registadas, 37 resultaram em convites para aferição em Lisboa, sendo que, das 35 consultas que efetivamente se realizaram, seis casos resultaram em encaminhamentos para tratamento hospitalar e sete mulheres permanecem sob observação.

Fonte: CM Alcácer do Sal

Partilhe esta notícia