A autarquia de Alcácer do Sal aprovou esta quinta-feira durante a Reunião Ordinária da Câmara, realizada na Sala de Sessões do Município, o lançamento para o próximo ano de uma Taxa Reduzida de Derrama de 0,25%, para os sujeitos passivos com um volume de negócios no ano transato que não ultrapasse os 150.000.00€. Para valores superiores o município decidiu não aplicar a taxa máxima (1,5%), baixando para 1%.

“Mesmo com a diminuição de receitas para o município, esta é no meu entender uma medida que ajuda os pequenos empresários a darem a volta à crise”, sublinhou Vítor Proença, presidente da autarquia, durante a apresentação da proposta.

Durante a reunião, foi ainda aprovada a taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) de 0,3% para os prédios urbanos, a taxa mínima que pode ser aplicada.

“Estas medidas são um contributo da autarquia para minimizar quer para os empresários com um volume de negócios que não ultrapasse os 150.000.00 euros, quer para os habitantes do concelho, as dificuldades económicas com que se deparam no seu dia-a-dia”, explicou o edil.

“Alcácer do Sal é uma das poucas autarquias do país que aprovou a aplicação da taxa mínima”, concluiu Vítor Proença.

Partilhe esta notícia