O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, assinou no passado dia 11 de abril um contrato de comodato com o Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro, representado por Francisco Ferreira na qualidade de Presidente da Direção, com vista à cedência de instalações para que o Núcleo se instale em Alcácer.

A cerimónia, que teve lugar nas referidas instalações situadas no nº72 na Rua da República, na cidade, contou com a presença dos vereadores em regime de permanência, Ana Soares, Ana Chaves e Manuel Vítor de Jesus, e do presidente da Assembleia Municipal, António Balona, contando-se ainda entre os presentes representantes da União de Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana e membros e voluntários da LPCC.

O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, destacou que o Executivo desde cedo foi abordado pela Liga e imediatamente escolheu este espaço para acolher o Núcleo, pois apesar de bastante solicitado, a causa da Liga é prioritária, uma vez que se trata de “uma causa de todos nós”. O edil deixou o desafio de se encontrar a curto-prazo um plano de ações de sensibilização entre a LPCC e a Câmara Municipal e salientou que “a Liga tem no Município um parceiro na caminhada para sensibilizar a população”. “Desejo um percurso de bom serviço à população, pois as pessoas ligadas à Liga são sérias e de muito sentimento”, completou.

Francisco Ferreira, Presidente de Direção do Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro, agradeceu à Câmara Municipal por ter elegido a Liga para receber aquele espaço e recordou que, em Portugal, há 50 mil novos casos de cancro por ano e 25 mil mortes anuais. Na sua intervenção deixou um elogio a todos os que, em 2009, participaram na iniciativa “Um dia pela Vida” em Alcácer e que plantou a semente que conduziu à assinatura deste contrato. Destacou ainda que a LPCC tem “dois pilares fundamentais que se regem por quatro eixos: investigação, rastreio do cancro da mama, apoio ao doente oncológico e respetiva família e prevenção primária”. O trabalho que Núcleo da Liga Portuguesa Contra o Cancro em Alcácer irá desenvolver contemplará então ações de apoio a doentes oncológicos e seus familiares, bem como a aposta na prevenção interagindo com a sociedade, mas enfatizando estas ações na população escolar, junto das quais “é mais fácil apelar à mudança de comportamentos”. “Um em cada quatro portugueses terá a doença”, salientou Francisco Ferreira, pelo que a ação junto das populações é fundamental; este Núcleo irá permitir chegar a um maior número de pessoas através de uma maior proximidade às mesmas.

Partilhe esta notícia