É com prazer que gostaria de partilhar a história ( minha e do meu filho) da nossa manhã de hoje. Estando na semana europeia da mobilidade, desafiei o meu filho de 6 anos que frequenta o 1º ano do ensino básico a irmos de bicicleta para a escola.

Na expectativa da nossa história vos suscitar interesse e vos fazer sentir boas emoções, espero que esta seja partilhada através dos vosso jornal a fim de todos os Portugueses a conhecerem. Pois, apesar de nas principais cidades já existirem melhores condições através de ciclovias e boas estradas, em Palmela, zona onde resido, ainda há um longo percurso a percorrer. Sabendo que mesmo solicitando à Câmara local melhoria dos acessos, estas são tardias em aparecer e os miúdos entretanto crescem. Dado que o novo quadro europeu 2014-2020 incentiva a promoção da mobilidade sustentável este campo deverá ser uma prioridade. Assim, penso que esta nossa história é mais um contributo para reforçar que algo tem que mudar e há que agir para uma vida mais saudável e mais sustentável.

 

Percurso – 1



Mesmo sabendo o desafio pelo qual teríamos que passar (pouca segurança e sem boas estradas), desafiei o meu filho a irmos para a escola de bicicleta.
Ele aceitou a ideia de braços abertos e logo pela manhã disse: “ Mãe, está bom tempo, podemos ir”. Então lá fomos à descoberta e a tentar fazer corta-mato para evitarmos as principais estradas. No caminho encontrámos o Prof. de futebol do meu filho, que vivia mais próximo da escola, a quem perguntámos qual o percurso mais rápido, mas sem sucesso andámos por caminhos desconhecidos e de paus e folhas. Voltámos para trás e Sim encontrámos o caminho certo.

Captura de ecrã 2014-09-19, às 18.46.29 Captura de ecrã 2014-09-19, às 18.46.39

 

 

 

 

 

 

 

 

Captura de ecrã 2014-09-19, às 18.46.49

 

Percurso – 2


Atravessámos assim apenas 2 estradas (1 principal e outra residencial). O restante caminho foi caminho de campo.
Foi sem dúvida uma experiência fantástica, mas muito desafiante, principalmente para o filho, que me disse pelo menos duas vezes durante o caminho: “Mãe, isto talvez não seja boa ideia”.

 

 

 

 

 

 

 

Chegada – 3



No fim chegámos mesmo à hora certa, 9:00, com um sorriso grande nos lábios, mesmo depois de ter passado por um turbilhão de emoções. O medo foi superado pelo pequeno e espero que este dia tenha sido mais uma vivência que tenha contribuído para o seu crescimento. Pois a vida é feita de desafios.
Para terminar, tivemos mais 1 desafio: Onde colocar a bicicleta? Pois não existia parque para elas. Agradecemos à boa vontade da Directora da ESCOLA de AIRES que nos cedeu um espaço até a mãe a poder ir recolher.

Desejo 


Nesta semana europeia da Mobilidade desafiamos mais pais e colegas a partilharem esta experiência fantástica e desejamos que esta dia comece a fazer parte das nossas rotinas. Mas para que isso aconteça todos juntos temos que pedir às autarquias locais que façam o seu papel, de nos proporcionar condições.

 

O nosso Obrigado 
Mãe e filho.

 

Alexandra Silva

19/9/2014‏

Partilhe esta notícia