A frase é de Hugo «Osga», músico almadense que fez parte de uma geração de final da década de 1980 e 1990, muito influenciada pela Casa Municipal da Juventude Ponto de Encontro, em Cacilhas, e por toda uma cultura urbana alternativa

Esta é uma das vozes que se junta à de CarlãoZé NaboAntónio Francisco Melão (Cameraman Metálico), António Manuel Ribeiro (UHF), Tim (Xutos & Pontapés) ou João Miguel Fonseca (Bizarra Locomotiva). Vozes que contribuíram para a exposição Na Margem: uma história do rock, patente no Museu da Cidade, a partir de 12 de janeiro, pelas 21h.

A inauguração da exposição Na Margem: uma história do rock vai contar com a presença dos UHF, que farão um apontamento musical em formato acústico.

história do rock almadense para conhecer através de memórias, vivências, públicos, imagens inéditas, testemunhos, letras, músicas, instrumentos e imagens em movimento de mais de 500 grupos, desde 1961 até aos dias de hoje.

MUSEU DA CIDADE
Praça João Raimundo
2800 – 336 Cova da Piedade
212 734 030

Terça-feira a sábado | 10h às 13h | 14h às 18h 

Encerra aos domingos, segundas-feiras e feriados

Fonte:CMAlmada

Partilhe esta notícia