O município de Almada tomou conhecimento, através da imprensa, que foi recentemente encomendado pelo Governo ao ex-ministro da Economia Augusto Mateus, um estudo sobre a “criação de cenários de evolução empresarial em situação competitiva e de soluções de reestruturação para o Arsenal do Alfeite”.

O Arsenal do Alfeite possui ativos superiores a 110 milhões de euros, e emprega perto de 600 trabalhadores, o que o torna um grande peso na vida económica e social do concelho. Deste modo o quadro de indefinição relativo ao futuro da entidade gera uma natural preocupação para os trabalhadores do Arsenal do Alfeite e para os almadenses, em particular. De acordo com algumas informações divulgadas, a intenção do atual Ministro da Defesa é privatizar ou subconcessionar a exploração da entidade a uma empresa privada, à semelhança do que aconteceu com os Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

Neste âmbito, a autarquia almadense “saúda todas as iniciativas em desenvolvimento, ou que venham a desenvolver-se, quer ao nível da Assembleia da República quer noutras instâncias de decisão nacionais, que contribuam, em nome da salvaguarda dos superiores interesses nacionais, para a manutenção do Arsenal do Alfeite como Empresa Pública e em laboração no concelho”.

 

 

 

Partilhe esta notícia