Antes de ir até ao futebol, espero que todos os nossos leitores tenham tido um excelente Natal e que tenham entrado com os dois pés em 2015.

Chegámos a 2015 e o mercado de transferências já mexe e fez a primeira baixa no nosso campeonato. Pondo fim a uma novela que já durava há meses, Enzo Pérez lá foi para o Valência numa transferência que, apesar de criticada por muitos, não deixa de ser um bom encaixe financeiro para o Benfica. Se era esse o desejo do jogador, nada se pode fazer para contrariar sob pena de prejudicar a equipa, e nenhum jogador está acima da equipa. O jogo em Penafiel marcava o primeiro jogo sem Enzo para o campeonato e a curiosidade de muitos adeptos do futebol sobre como iria estar o Benfica em campo. Sem uma exibição de luxo, mas com bastante pragmatismo, o Benfica ganhou o jogo e cumpriu a sua obrigação. E mesmo com menos nota artística, o primeiro golo é artisticamente bonito. Daqui para a frente existem ainda muitas incertezas, mas Jorge Jesus lá vai arranjando os seus “Manéis” e realmente os melhores reforços que pode ter são os regressos dos jogadores que estão lesionados. Uma coisa é certa, apesar de tantas críticas, o Benfica lidera com 6 pontos de avanço sobre o segundo classificado.

Ano novo e, aparentemente, acalmia para os lados de Alvalade. Foi um final/início de ano conturbado e que muita tinta fez correr. Apesar do clube ter demonstrado melhorias financeiras e desportivas, parece que ainda não aprendeu a gerir os seus problemas dentro de portas e tudo vem parar à praça pública. Já aqui o tinha referido que gerir um clube assim pode ter danos não só a curto prazo e pode comprometer a recuperação de um dos maiores clubes do nosso futebol. Perante tanta instabilidade é sempre de enaltecer a capacidade de resposta que os jogadores têm dado em campo com vitórias e boas exibições. Que grande golo de Adrien! O que se espera é que ao primeiro desaire (normal em futebol) não se volte ao mesmo. Ninguém que gosta verdadeiramente de futebol quer ver estas situações.

O F.C. Porto acabou por ter uma viagem tranquila até Barcelos. Ganhou folgadamente, fez golos que são um hino ao futebol (o de Casemiro é o que mais destaco) mas nos primeiros minutos ainda teve que enfrentar um “galo” atrevido e que chegou a criar algumas oportunidades de golo. Lopetegui parece estar finalmente a encontrar o seu 11 ideal, parece estar a “inventar” menos e vai ter agora que lidar por um período indeterminado com as idas de Brahimi e Aboubakar para a Taça das Nações Africanas. Mas com um plantel cheio de soluções não faltarão substitutos à altura. Pode estar aqui a grande oportunidade para Adrián López finalmente se mostrar.

Para a semana temos uma jornada “quente” com vários jogos de destaque: Benfica-Guimarães; Braga-Sporting e Porto-Belenenses. Ou seja, podem acontecer bastantes mexidas na classificação. Hoje despeço-me pura e simplesmente dizendo: Até sempre, Rei Eusébio e obrigado por tudo.

 

Ricardo Santos

Marketeer

Partilhe esta notícia