Dirijo estas sentidas palavras aos militantes do CDS-PP Almada, aos almadenses, simpatizantes e amigos do partido:

É com profundo sentido do dever cumprido enquanto presidente da concelhia do CDS-PP Almada durante seis anos, que deixo a sua presidência iniciada no ano de 2009.

Foi nesse ano que me desafiaram a candidatar-me à concelhia de Almada não só porque decorria muito tempo que não havia concelhia eleita em Almada, como seria necessário ter uma estrutura eleita para que o partido pudesse empenhar-se na campanha e nas eleições desse ano (em 2009 houveram eleições Europeias, Legislativas e Autárquicas) mais em concreto, as eleições autárquicas.

Foi com imenso orgulho, abnegação e satisfação que aceitei esse desafio ao qual vem hoje em 2015, a terminar esse ciclo não só por imposição dos Estatutos do partido (mesmo que não fosse), mas porque entendo que deve-se dar lugar e oportunidade a que outros façam igual ou até muito melhor sempre em nome e continuidade do partido.

Sem perder muito tempo a falar do passado, até porque é no futuro que nos devemos empenhar, quero agradecer a todos os que se entregaram a esta causa e ao trabalho concelhio em Almada e que ajudaram a que o CDS-PP pudesse voltar a estar no mapa político-partidário no concelho reconquistando o valor e respeito que um partido com 40 anos de história merece.

A todos os que passaram pela concelhia de Almada e pelos diversos grupos de trabalho, comissões ou direção da concelhia deixo o meu agradecimento sentido sem não deixar um agradecimento especial prestando a minha homenagem a todos aqueles que sempre estiveram ao lado da concelhia e nunca por mais adversidades que se tenham deparado voltaram as costas à concelhia, aqueles que nunca deixaram de trabalhar, que sempre estiveram presentes e que nunca abandonaram a concelhia nem o seu projecto acreditando nele e nas pessoas até ao fim. A esses deixo o meu louvor e, que, por isso, sejam eles os obreiros de todo o trabalho que a concelhia realizou e fez prosperar até aqui.

Não posso terminar estas breves palavras sem agradecer entre muitos outros, especialmente ao Profº Fernando Pena, ao Deputado João Viegas, ao Presidente do partido Paulo Portas e ao líder da bancada parlamentar e presidente da distrital de Setúbal Nuno Magalhães, este último tem tido mesmo um papel incansável na dedicação à ajuda ao crescimento do partido, neste caso, em Almada.

Dedico ainda uma última palavra à JP Almada, hoje nas mãos do Telmo Ribeiro, como também reforço o agradecimento ao meu ex-colega de bancada municipal Fernando Pena, pelas convictas lutas que nos debatemos em Assembleia Municipal de Almada, mas que estou certo que valeram a pena e que ajudaram a dar um pouco mais de Democracia Cristã a Almada.

Termino, e porque as pessoas assim o entenderam, aceitei fazer parte da próxima lista da concelhia encabeçada pelo seu futuro Presidente David Lourenço Chambelo, gestor de profissão e licenciado em Economia na Universidade Nova de Lisboa, a quem desejo as maiores felicidades à frente da concelhia tal como a toda a nova direção que irá em breve entrar em funções.

Sendo assim, e com a vossa licença, um até já!

 

 

 

António Pedro Maco

Deputado Municipal do CDS-PP em Almada

Partilhe esta notícia