O Arraial Março Mulher assinalou, no sábado à tarde, o início do Maio – Diálogo Intercultural, programa a decorrer em Setúbal até ao dia 30 e que, todos os anos, sensibiliza a população para a importância da interculturalidade na sociedade.

 

O Arraial Março Mulher, que decorreu durante toda a tarde de sábado no Largo da Fonte Nova, representou apenas o início de um conjunto alargado de atividades que, no decurso de maio, destacam a relevância da interculturalidade como uma componente essencial para o desenvolvimento do território e a construção de uma sociedade mais justa, solidária e em harmonia com a diversidade individual e comunitária.

O arraial atraiu a atenção de muita gente ao longo da tarde, numa organização da Câmara Municipal de Setúbal, do Centro de Cidadania Ativa, da cooperativa SEIES – Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social e da União das Freguesias de Setúbal.

 

O certame recebeu a participação de várias entidades, que, nas mais de três dezenas de bancas instaladas, contou com a representatividade de um leque diversificado de atividades, passando pelo caráter institucional e associativo, a gastronomia nacional e estrangeira, artes plásticas, horticultura, comunidade educativa, comércio local e artesanato de vários países.

 

O programa do Arraial Março Mulher proporcionou ainda perto de duas dezenas e performances de palco, entre exibições de dança e atuações musicais, que reuniram estilos tão distintos como trios de saxofones, breakdance, kizomba, danças e cantares do Leste e música popular portuguesa.

 

A tarde incluiu igualmente ateliers de bijutaria, bowling criativo, culinária italiana, horticultura, olaria, criação de porta-chaves e, até, um workshop sobre poncha, a tradicional bebida alcoólica da Madeira.

 

Além de reservar um espaço dedicado especialmente às crianças, o programa do arraial contemplou várias animações, como gabinetes ao ar livre dedicados a estética, fotografia e saúde em geral.

 

Destaque para a Carrinha da Cidadania, que promoveu um conjunto alargado de atividades que sensibilizaram a população, entre adultos e crianças, para as diferentes campanhas e movimentos que, na atualidade, defendem os direitos humanos e a igualdade.

Partilhe esta notícia