A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou hoje que foram instaurados oito processos-crime a diversos restaurantes de Almada suspeitos de disponibilização ou venda de amêijoas contaminadas com bactérias nocivas.

Segundo um comunicado divulgado esta terça-feira pela ASAE, a Unidade Regional do Sul procedeu à colheita de amostras de moluscos bivalves vivos que se encontravam para consumo em estabelecimentos de restauração e bebidas do concelho de Almada.

“Após análises efetuadas no Laboratório de Microbiologia da ASAE foi confirmada a contaminação fecal pela presença de um teor muito elevado de Escherichia coli (E. coli)”, explicam em comunicado.

De acordo com a mesma fonte, foram hoje instaurados oito processos-crime pela “disponibilização/venda ao consumidor final de géneros alimentícios anormais avariados”.

 

Lusa

Partilhe esta notícia