A Assinatura de Escritura de Aquisição da Quinta Braamcamp, entre o Banco Comercial Português e o Município do Barreiro, teve lugar hoje, 19 de dezembro, na Sala de Sessões dos Paços do Concelho.

 

“A Quinta do Braamcamp é da população do Barreiro”, referiu o Presidente da Câmara Municipal após a assinatura da escritura, salientando que aquele espaço será de “lazer e usufruto da população”. Carlos Humberto de Carvalho considera que, este ato, “para o Barreiro, é um momento de grande simbolismo e importância”, resultado de “quase uma década de trabalho e contactos”.

Relativamente à requalificação da Quinta do Braamcamp, o Autarca informou que a Câmara está já a trabalhar com uma equipa de arquitetos, de modo a que, em 2017, avancem as primeiras ações de limpeza.

Carlos Humberto de Carvalho salientou ainda que, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), que integra o Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU), foi apresentada candidatura para a reabilitação do Moinho de Maré e a requalificação do espaço público e dos espaços verdes da área da Quinta.

Referiu que a requalificação da Quinta do Braamcamp está integrada num projeto mais alargado de requalificação da zona ribeirinha desde o Clube Naval até à Estação Sul e Sueste.

A Autarquia adquiriu a Quinta do Braamcamp por dois milhões e novecentos mil euros.