Os motores estiveram em alta rotação e debitaram muita adrenalina na segunda edição do Setúbal Especial Sprint, competição de automobilismo que, no sábado, juntou perto de seis dezenas de pilotos em provas de velocidade e de regularidade.

 

O evento desportivo motorizado, organizado pelo segundo ano consecutivo pelo Clube de Motorismo de Setúbal, com o apoio da Câmara Municipal, levou emoções fortes à Avenida da Europa, com muito público a assistir e a puxar pelos pilotos que deram espetáculo em desfile e em competição.

 

Daniel Nunes, em Mitsubishi Lancer Evolution VIII, conquistou o primeiro lugar do pódio na competição de “Sprint”, velocidade, ao percorrer em duas mangas o percurso definido na Avenida da Europa, também conhecida por Variante da Várzea, no centro da cidade de Setúbal, com o tempo total de 171,88 segundos.

 

Já Paulo Godinho, num bizarro PGRacing SuperBuggy, terminou a vertente de Sprint em segundo lugar com 173,48 segundos, enquanto Mário Silva, aos comandos de um icónico Ford Escort B.D.G., conquistou o terceiro posto desta competição da Setúbal Especial Sprint com o tempo de 178,22 segundos.

 

Motivo de interesse foi também a prova de “Regularidade Histórica”, com carros desportivos e viaturas clássicas, registadas até 1997, entre os quais um MG Midget, um Ford Escort MK1, um Pontiac Sunbird e um Nissan 200SX, muito cobiçados para a captação de instantâneos e a arrancarem muitos aplausos do público.

 

Nesta vertente competitiva, na qual os pilotos tiveram de completar o circuito definido na Avenida da Europa, igualmente em duas mangas, com uma velocidade média não superior a 55 quilómetros por hora, a vitória coube à dupla João Vieira Borges e João Serôdio, em Porsche 911.

 

O pódio da vertente de “Regularidade Histórica” ficou completo com os irmãos Diogo Paulino e Marcelo Paulino, em Citroën Visa GT, que alcançaram o segundo lugar, enquanto a dupla António Magalhães e António Magalhães, em Volkswagen Golf GTi, ficou em terceiro lugar.

 

“Não podia ter corrido melhor”, realçou Fernando Matias, presidente do Clube de Motorismo de Setúbal, sobre a segunda edição da Setúbal Especial Sprint, prova de automobilismo que decorreu num “ambiente fabuloso” e com melhoradas condições tanto para o público como para os pilotos.

 

O feedback dos pilotos participantes foi, igualmente, bastante positivo. “Vir a Setúbal fazer qualquer coisa com automóveis é sempre fantástico. O circuito, diferente do que estão habituados, é apelativo”, destacou aquele responsável, adiantando que muitos dos pilotos acabaram por passar o fim de semana na cidade.

 

Este ano, além de ajustes feitos ao percurso de cerca de dois quilómetros definido entre as rotundas Tratado de Roma e das Estrelas, houve uma área com divertimentos para crianças, em complemento a zonas de lazer com espaços de restauração e de exposição de automóveis.

 

A segunda edição da Setúbal Especial Sprint, realizada ao longo do dia de sábado, contou ainda com exibições pelos pilotos Nuno Tordo, atual campeão nacional de Todo o Terreno na categoria T2, aos comandos de um Mazda Proto, e de José Eduardo Oliveira, num Mazda MX7.

 

A Setúbal Especial Sprint 2017 é uma das provas que pontuam para a CMS Cup, troféu recentemente criado pelo Clube de Motorismo de Setúbal que inclui ainda, em setembro, a 26.ª Rampa da Arrábida – Liberty Seguros, que regressa 11 anos depois da última edição. “É o próximo grande desafio”, afirmou Fernando Matias.

 

Partilhe esta notícia