TEMPO QUENTE E SECO

De acordo com a informação meteorológica disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se para os próximos dois dias, e em particular nos distritos do interior, a ocorrência de tempo quente e seco com temperaturas máximas acima dos 35ºC e mínimas de 20ºC.

Acompanhe as previsões meteorológicas em www.ipma.pt.

 

EFEITOS EXPECTÁVEIS

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:

  • Permanência de condições favoráveis à progressão de eventuais incêndios florestais
  • Possível afetação dos grupos populacionais mais vulneráveis em virtude das temperaturas mais altas

 

MEDIDAS PREVENTIVAS

A ANPC recorda que, de acordo com as disposições legais em vigor, não é permitido:

  • Realizar queimadas, fogueiras, para recreio ou lazer ou para confecionar alimentos;
  • Utilizar equipamentos de queima e/ou de combustão destinados à iluminação e/ou à confeção de alimentos;
  • Queimar matos cortados e amontoados e/ou qualquer tipo de sobrantes de exploração;
  • Lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
  • Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem;
  • Fumigar ou desinfestar apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

A ANPC recomenda, ainda, a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições acima expressas e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, a qual se encontra disponível junto dos sítios na internet da ANPC e do IPMA, junto dos Gabinetes Técnicos Florestais das Câmaras Municipais e dos Corpos de Bombeiros.

Tendo em conta a situação meteorológica prevista para estes distritos, é também possível que sejam afectados grupos populacionais mais vulneráveis (idosos e crianças, sem-abrigo e doentes do foro cardiorrespiratório)devido ao calor, pelo que se recomenda a observação das principais medidas de autoproteção para estas  situações, divulgadas pela Direção-Geral de Saúde em www.dgs.pt.

 

Fonte: Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal

Partilhe esta notícia