Foi assinado, hoje, sexta-feira, 21 de julho, de manhã, no Pavilhão de Portugal, o Termo de Aceitação referente à candidatura nº POSEUR-01-1407-FC-000018 “TCB 60 anos, 60 autocarros”. O Presidente da Câmara Municipal do Barreiro (CMB), Carlos Humberto de Carvalho, e o Vereador Rui Lopo estiveram em Lisboa, em representação do operador de transportes coletivos do Barreiro, na cerimónia, presidida pelo Primeiro Ministro, e que contou, ainda, com a presença do Ministro do Ambiente, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, e muitas outras personalidades, entre as quais, os representantes das oito empresas que viram aprovadas as suas candidaturas e firmaram os contratos que garantem o cofinanciamento do investimento que viabilizará a aquisição de novas viaturas “amigas” do ambiente e, no caso do Barreiro, permitirá a compra de 60 viaturas, única candidatura apresentada que visará a renovação, na totalidade, da sua frota.

 

Esta candidatura substituirá, assim, os atuais autocarros por veículos movidos a gás natural comprimido e a construção de um posto de abastecimento GNL, com uma comparticipação FEDER de 3.536.153,43€, modernizando os veículos que percorrem todo o Concelho, com uma rede traçada em função de pontos nucleares, como escolas, centros de saúde, mercados, espaços de cultura, vida noturna e ligação com outros transportes.

Trata-se de um investimento por parte dos TCB que ronda os 18 milhões de euros. Na globalidade das candidaturas, o investimento ascende aos 145 milhões de euros.

Os primeiros autocarros deverão chegar ao Barreiro até final de 2018.

 

Além dos TCB, viram aprovadas as suas candidaturas Carris, Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, Transportes Urbanos de Braga, Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra, Município de Bragança, Empresa de Transportes António Cunha e Transurbanos de Guimarães.

Esta candidatura encontra-se inserida no Portugal 2020, no Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), na tipologia de projetos Eficiência Energética nos Transportes Públicos.

 

60 anos de experiência

Os TCB nasceram a 24 de fevereiro de 1957 com uma frota de cinco autocarros. Na altura foi efetuado um investimento de cerca de 3500 contos. No primeiro ano de atividade são transportados 2,4 milhões de passageiros. A frota é aumentada para dez viaturas. Em 1967, vinte autocarros percorrem 15 linhas e transportam 6,8 milhões de passageiros.

Em 2017, os TCB comemoraram o seu 60º Aniversário com a inauguração de um inovador serviço de bicicletas elétricas partilhadas – TCBikes –, disponível com um título dos transportes do Barreiro. Trata-se de uma medida, de um conjunto que reflete a intenção de melhoria do serviço prestado às populações – pouco tempo depois do alargamento da operação a três freguesias do Concelho da Moita.

 

TCBikes

Serviço de disponibilização de bicicletas elétricas integradas na rede de transportes públicos da Cidade do Barreiro, operada pelos TCB.

São disponibilizadas 10 bicicletas, alocadas a 2 estações de recolha/entrega, localizadas no centro do Barreiro (Parque Catarina Eufémia) e Terminal Rodo-Ferro-Fluvial do Barreiro. Cada estação tem capacidade para 10 bicicletas.

As bicicletas estão disponíveis para os passes:

TCB 30 dias – TCB 30 dias 4_18\Sub23 – TCB 3ª Idade – TCB Jovem, sem qualquer custo acrescido, entre as 8h00 e as 22h00.

Cada cliente com o cartão Lisboa Viva carregado com um destes títulos tem direito a 1 hora de utilização diária, sendo colocado em lista negra em caso de abuso.

A 1 hora diária não necessita ser seguida, desde que a bicicleta seja depositada nas docas.

As bicicletas encontram-se equipadas com equipamento GPS, e o utilizador concorda com a monitorização da sua viagem durante a utilização deste serviço.

A utilização das bicicletas é restrita ao interior do Concelho do Barreiro, para lá destes limites é considerada abusiva.

O cliente terá de se deslocar ao Espaço Mobilidade ou ao posto do Terminal para concordar com os termos de responsabilidade de uso da Bicicleta, permitindo aferir e atualizar os dados dos clientes, só depois poderá usufruir da mesma.

Quando o cliente é menor de 18 anos a Declaração de Autorização para Acesso a Dados Pessoais, terá de ser obrigatoriamente assinada pelo responsável do menor.

sugestoes.tcb@cm-barreiro.pt

Partilhe esta notícia