Os barreirenses que utilizam a bicicleta como meio de transporte em meio urbano tiveram, durante o passado mês de maio, a oportunidade de participar no European Cycling Challenge 2015 (ECC2015), um desafio entre várias cidades/regiões europeias, no qual os cidadãos que residem, trabalham ou se deslocam na cidades/regiões inscritas são convidados a registar  as suas deslocações de bicicleta através de uma aplicação descarregada para os seus telemóveis. Este desafio, organizado pela cidade de Bolonha em Itália, desde 2012, teve, na sua edição de 2015, a participação de 39 cidades europeias, com 26.000 inscritos tendo sido percorridos 2 milhões de km 2 e evitada a emissão de 414 toneladas de CO2 para a atmosfera.

Conforme sublinhou o Vereador com o Planeamento, Ordenamento do Território, Ambiente, Paisagismo e Mobilidade, Rui Lopo, tratou-se de “uma iniciativa muito interessante com uma adesão também bastante entusiasta dos barreirenses que têm por hábito andar de bicicleta; considero que os resultados foram atingidos, de promoção e divulgação dos modos suaves de deslocação. Coletivamente, e na componente salutar de competição entre cidades, tivemos uma prestação bastante aceitável no indicador de quilómetros percorridos versus habitantes, tendo o Barreiro ficado melhor posicionado do que Antuérpia, Nantes, Bristol, Nápoles ou a totalidade dos Municípios algarvios, algumas localidades que, como reconhecemos, têm um número de bicicletas per capita bem maior que o nosso”.

Em 2015, a cidade do Barreiro e a AMAL (Associação de Municípios do Algarve) foram as representantes portuguesas neste desafio. Entre 1 e 31 de maio, os 67 inscritos na equipa Barreiro pedalaram um total de 6722 Km, 4599 Km dos quais dentro dos limites geográficos do Concelho, evitando, desta forma, a emissão de quase uma tonelada (929Kg) de CO2 para a atmosfera. O Barreiro classificou-se na 33ª posição, à frente de cidades como Barcelona ou Dubrovnik. Gdansk, na Polónia, foi a vencedora. Os seus 4516 participantes pedalaram 451.533 Km.

Relativamente ao rácio km pedalados por cada 1000 habitantes (Melhor Cidade Ciclável), o Barreiro classificou-se na 24ª posição com 58 Km/1000 habitantes, que colocaram o Barreiro à frente de cidades/regiões como Antuérpia, Nantes, Bristol, Nápoles ou AMAL. A melhor cidade ciclável também foi Gdansk, com 978 km/1000 habitantes.

Foram pedalados, em média, 145 Km por dia, o equivalente a tês voltas ao Concelho ou a uma viagem do Barreiro a Leiria, ou Vila Viçosa. A distância média de cada pedalada foi de 7,25 Km.

As segundas-feiras (379 Km) foram os dias da semana em que menos se pedalou, e os sábados o dia em que mais se pedalou (1005 km). Curiosamente, os dias em que se efetuou o maior número de voltas foi à quarta-feira (101).

Um outro resultado deste desafio é a criação de um “heatmap” do Concelho, que permite saber quais os percursos mais pedalados e, assim, calibrar a rede ciclável de forma a melhorar as condições de circulação em bicicleta nestes troços.

O ECC 2015 no Barreiro culminou com uma pedalada coletiva, no domingo, 31 de maio, organizada pela Fidalbyke e pela CMB, inserida na Programação da XIV Feira Pedagógica, com a duração de 10 Km, partida e regresso no Parque da Cidade e passagem pelos passadiços de Alburrica.

Foram parceiros neste desafio, a Fidalbyke, os Transportes Colectivos do Barreiro, o centro comercial Forum Barreiro e a Decathlon Barreiro, que, além de oferecer descontos na loja aos elementos inscritos na equipa Barreiro, premiou o ciclista com mais quilómetros percorridos no desafio.

 

CMB

Partilhe esta notícia