O Benfica sagrou-se hoje campeão nacional de futebol, pela 33ª vez na sua história, ao vencer o Olhanense por 2-0 num jogo disputado no Estádio da Luz, referente à 28ª jornada do campeonato.

O Benfica entrou na partida determinado a vencer, pois só a vitória permitia que a equipa se sagrasse já hoje campeã nacional, e assumiu o jogo desde o apito inicial, tendo contado com várias oportunidades para inaugurar o marcador durante a primeira parte.

Contudo, os jogadores da equipa encarnada não estavam bem no capitulo da finalização e o Olhanense, que se apresentou com um bloco muito baixo esperando sempre pelo adversário no seu meio-campo defensivo, acabou por aproveitar aguentando assim os vários ataques do Benfica durante a primeira parte, na qual até dispôs de uma excelente oportunidade para chegar à vantagem por intermédio de Lucas, que atirou ao lado no frente-a-frente com o guardião Oblak, após um erro de Garay.

Na segunda parte o panorama não sofreu grandes alterações com o Benfica a entrar novamente pressionante e o Olhanense a resguardar-se sempre no seu meio-campo, tentando sair em contra-ataques rápidos. No entanto, à passagem do minuto 57, e numa altura em que o Olhanense começava a aparecer mais perto da área “encarnada”, o Benfica chegou à vantagem por intermédio de Lima, que deu o melhor seguimento a uma defesa incompleta do guarda-redes do Olhanense, Belec. Logo de seguida, ao minuto 60, o Benfica chegou ao 2-0 novamente por Lima, que recuperou a bola na zona de meio-campo e correu até à área do Olhanense batendo Belec pela segunda vez na partida, com um remate que fez a bola passar por entre as pernas do guarda-redes adversário, que não ficou bem na fotografia.

Após o segundo golo a equipa do Benfica passou a controlar todas as operações, gerindo o jogo de forma tranquila até ao apito final de Carlos Xistra, levando assim uma alegria imensa aos mais de 63 mil adeptos encarnados que encheram o Estádio da Luz, na melhor assistência da época até ao momento, e que viram no final do encontro o capitão Luisão levantar a taça de Campeão Nacional.

Partilhe esta notícia