Apesar de as condições climatéricas não terem sido as mais convidativas, o CEA – Centro de Educação Ambiental, localizado na Mata Nacional da Machada, promoveu no passado sábado, dia 11 de outubro, uma ação de voluntariado que marca o arranque do projeto Biodiscoveries, no terreno e que contou com uma centena de participantes.

Na ação – destinada ao arranque de chorões, uma das espécies invasoras existentes neste espaço da Reserva Natural Local – participaram três dezenas de voluntários a título individual e sete dezenas de escuteiros, respetivamente, dos agrupamentos 1011 (Lavradio); 927 (Santo André) e agrupamento 586 (Palhais).

Durante a manhã foi feita uma introdução ao Biodiscoveries no âmbito da qual foram apresentados os objetivos do projeto e enumeradas as espécies invasoras sobre as quais este incide. De que forma é possível participar ativamente no controlo das espécies infestantes foi outra informação facultada aos participantes.

Ainda durante a manhã os voluntários deitaram ‘mãos à obra’ e foram responsáveis pelo arranque de chorões em cerca de um hectare.

Bruno Vitorino, vereador responsável pelo Centro de Educação Ambiental da CMB, agradeceu a presença de todos, referindo que o Biodiscoveries “é um projeto de extrema importância para as áreas naturais da Mata da Machada e Sapal do Rio Coina e que só com o contributo de todos será possível chegar ao controlo das espécies invasoras – acácias e chorões”.

O vereador deu a conhecer os esforços que a Autarquia tem desenvolvido junto da entidade gestora (Instituto de Conservação Natureza e Florestas) para que a área do parque aventura, há muito abandonado, seja gerida pela entidade responsável.

O autarca revelou ainda que, o CEA está a trabalhar um protocolo com o ICNF no âmbito da cedência de vários edifícios, de forma que seja possível recuperá-los, e pô-los ao serviço das pessoas.

Financiado pelo programa LIFE+, o Biodiscoveries é um projeto a cinco anos que está a ser desenvolvido pela Câmara Municipal do Barreiro, através do CEA – Centro de Educação Ambiental, e que tem como objetivo o combate às espécies invasoras da Reserva Natural Local do Sapal do Rio Coina e Mata da Machada. A característica distintiva deste projeto é a integração do voluntariado, e dela depende o seu sucesso.

Partilhe esta notícia