O deputado do PSD do distrito de Setúbal, Bruno Vitorino, alertou hoje para as “graves consequências” das alterações climáticas, que poderão traduzir-se em “elevados custos sociais e económicos”.

O social-democrata falou para uma plateia de alunos da Escola Secundária Alfredo da Silva, no Barreiro, no âmbito da iniciativa “Parlamento dos Jovens”, este ano dedicado às alterações climáticas.

“O combate ao aquecimento global é um dos maiores desafios para as gerações mais jovens, que vão ter que, obrigatoriamente, desenvolver ações para reverter os seus efeitos”, sublinha.

Os setores fortemente dependentes de determinadas temperaturas e níveis de precipitação, como a agricultura, a silvicultura, a energia e o turismo, são particularmente afetados.

De acordo com a Agência Portuguesa do Ambiente, as alterações climáticas têm como consequências a fusão do gelo e subida das águas do mar; fenómenos meteorológicos extremos, alterações nos padrões de pluviosidade e riscos para a vida selvagem.

“Os comportamentos ambientalmente sustentáveis são um contributo fundamental para travarmos uma ameaça real, cada vez mais acentuada”, realça, dando como exemplo o facto do calor contido no oceano ter atingido o valor mais alto de sempre em 2018, e só o aumento em relação a 2017 representa o equivalente a 100 milhões de vezes o calor produzido pela bomba atómica em Hiroshima.

O valor foi medido por uma equipa internacional de investigadores, que se concentrou nos valores de temperatura encontrados em profundidades até de 2000 metros.

“Os jovens têm que perceber que o futuro do nosso planeta depende muito das ações que todos nós praticamos”, refere Bruno Vitorino, destacando ainda o papel desempenhado pelos professores na divulgação das boas práticas ambientais.

Fonte:PSD

Partilhe esta notícia