O presidente do PSD Barreiro, Bruno Vitorino, reuniu recentemente com os responsáveis dos ACES Arco Ribeirinho, para fazer uma avaliação dos cuidados primários de saúde prestados no concelho do Barreiro.

Nesse encontro, o social-democrata manifestou a sua preocupação com a falta de recursos humanos e com o número de utentes sem médico de família.

 Reconhecendo que é um problema crónico por causa da escassez de médicos de família, Bruno Vitorino mostra-se preocupado, pois o problema tem-se vindo a agravar no Barreiro.

Questionou ainda sobre a possibilidade de reforçar o número de dias de atendimento médico em Coina, algo que tem vindo a ser reivindicado, especialmente por ser uma freguesia onde existe uma população mais envelhecida e muito afastada da sede do concelho.

A recente saída de um médico da unidade de saúde da Eça de Queiroz, no centro do Barreiro, também foi abordada.

O dirigente social-democrata diz compreender que situações de saída de médicos possam acontecer, mas pediu que, em ocorrências futuras, sejam avisados atempadamente os doentes, bem como que se acautele o atendimento de proximidade dos mais idosos e dos utentes com doenças crónicas, continuando estes a ser seguidos nas respetivas unidades de saúde.

“Para quem tem de se deslocar ao médico com regularidade esta situação causa um grande transtorno. Espero por isso que ainda possa ser corrigida esta situação na extensão de Saúde Eça Queirós”, conclui.

 

Fonte:PSD

Partilhe esta notícia