O Município de Alcochete candidatou o programa de ação de regeneração da frente ribeirinha ao prémio IHRU 2015, uma iniciativa do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana que distingue, anualmente, ações de reabilitação urbana exemplares. As candidaturas submetidas encontram-se em fase de avaliação.

A avenida D. Manuel I e o passeio do Tejo, o largo da Misericórdia e a ponte-cais, a rua do Norte e o largo Cova da Moura são os arruamentos contemplados na candidatura apresentada ao prémio, tendo em conta as ações de requalificação que foram executadas no ano transato pela Câmara Municipal e pela Administração do Porto de Lisboa, ao abrigo de fundos comunitários.

A criação do passeio do Tejo, com o avanço da muralha em 15 metros (m) sobre o rio que alargou substancialmente a plataforma pedonal junto ao rio, foi a operação mais significativa desta intervenção que, no global, contribuiu para estreitar a relação da Vila com o rio ao transformar toda a área marginal mais aprazível para passeios pedonais e/ou para utilização de modos suaves de deslocação.

O prémio IHRU distingue as intervenções que se distinguem em quatro variantes: reabilitação de edifício; reabilitação de conjunto urbano; reabilitação ou requalificação de espaço público e área de reabilitação urbana (ARU).

Para além de divulgar boas práticas, os objetivos do prémio IHRU passam igualmente pela valorização do trabalho desenvolvido por projetistas, construtores e promotores, tanto públicos como privados, pela divulgação de experiências inovadoras e de intervenções de preservação e revitalização do património com interesse para os cidadãos.

 

Fonte:CMAlcochete

Partilhe esta notícia