A Câmara Municipal do Seixal “vindo a conseguir materializar os compromissos assumidos com a população” e, “apesar da situação de retrocesso económico e social do país e das dificuldades impostas ao Poder Local Democrático, aos trabalhadores, às instituições e à população, a autarquia tem trabalhado para assegurar mais e melhor serviço público, no presente e no futuro, nas diversas áreas de intervenção do município, qualificando a vida da população”, refere o município, em comunicado, que apresentou esta segunda-feira na sessão da Assembleia Municipal do Seixal o Relatório de Contas da autarquia relativo a 2014.

“A situação económico-financeira da autarquia regista uma evolução positiva dos principais indicadores, apesar da redução progressiva do orçamento global da Câmara Municipal do Seixal nos últimos anos: 96 milhões de euros em 2013, para 85 milhões de euros em 2014 e 80 milhões de euros em 2015”, explica a autarquia, sublinhando que “a aprovação do Plano de Consolidação Orçamental a 18 de março de 2014 foi essencial para a estabilidade da situação financeira do município, ao mesmo tempo que permitiu reduzir a dívida global da Câmara Municipal do Seixal em 5,9 milhões de euros, significando menos 6,17 por cento em relação à dívida existente em 2013”.

De acordo com a CM do Seixal, entre o final de 2012 e o final de 2014, houve uma redução da dívida em cerca de 15 milhões de euros.

O saldo obtido em 2014, no valor de 3,4 milhões de euros, vai permitir avançar com um conjunto importante de investimentos prioritários, como a Escola Básica de Santa Marta do Pinhal, a Praça Central da Torre da Marinha, a recuperação de património histórico e dar continuidade ao investimento já realizado na Baía do Seixal. “Este conjunto de ações serão uma enorme mais-valia para a população. Este valor já foi incluído no orçamento da Câmara Municipal do Seixal para 2015, após revisão orçamental aprovada pela Assembleia Municipal de 28 de Abril”, finaliza.

Partilhe esta notícia