A Câmara Municipal do Montijo está proceder à reabilitação e restauro da Ermida de Sto. António, na Av. dos Pescadores, património arquitetónico classificado cujas origens remontam ao séc. XVI, num investimento total de 189.800,00 euros com financiamento contratualizado no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano/Programa Operacional de Lisboa 2020.

O investimento compreende a empreitada de reabilitação da construção; o restauro dos elementos artísticos existentes, nomeadamente azulejos setecentistas, vitrais e talha dourada; e uma nova intervenção artística da autoria da consagrada artista montijense Fernanda Fragateiro.

Neste momento estão em curso os trabalhos de restauro que incidem atualmente nos vitrais, de excecional q e manufatura da oficina lisboeta de Ricardo Leone, que ali foram colocados cerca de 1950, aquando das alterações introduzidas sob projeto do arquiteto Porfírio Pardal Monteiro.ualidade artística e manufatura da oficina lisboeta de Ricardo Leone, que ali foram colocados cerca de 1950, aquando das alterações introduzidas sob projeto do arquiteto Porfírio Pardal Monteiro.

Pela sua notável riqueza patrimonial e artística, este novo espaço destinado à realização de eventos culturais será mais um polo de atracão para a cidade do Montijo, prevendo-se a reabertura ao público para o próximo verão.

 

 

 

 

 

Partilhe esta notícia