O campeonato está ao rubro! O Benfica perdeu em Braga, um campo difícil de passar como se viu ontem. Uma entrada forte do Benfica poderia dar a ideia de uma vitória tranquila e bem gerida mas verificou-se totalmente o oposto; o Braga cresceu no jogo, começou a dominar o meio-campo e o Benfica pouco reagiu até se encontrar a perder. O “cansaço” do jogo a meio da semana não pode justificar por si só uma exibição pobre e com pouca chama. Um facto preocupante: Jorge Jesus só fez uma substituição em todo o jogo (entrada de Jonas) o que mostra que pouco ainda confia nos jogadores novos que chegaram ao plantel e é melhor deixar os habituais titulares “arrastarem-se” em campo do que meter os “novatos”.

Muitos se questionaram pela opção de deixar Jonas no banco quando este era claramente o jogador mais “fresco” e que poderia ter mexido muito mais o ataque. Não foi uma noite feliz do treinador Jorge Jesus a juntar ainda a jogadores importantes que estão lesionados ou recuperam de lesões: Sílvio, Fejsa, Rubem Amorim, Sulejmani, Ola John e Derley (por prevenção para este jogo) irão certamente fortalecer muito mais este Benfica ainda líder. Espera-se que regressem a tempo de ajudar a manter esta liderança de 1 ponto. Fica assim tudo mais “compacto”, e dado o que as equipas ditas “grandes” têm feito, um deslize de qualquer uma delas pode acontecer em qualquer campo e quando menos se espera… e vem aí um Guimarães-Sporting. Os próximos capítulos aguardam-se com expectativa.

Bom, passando para a personagem que quero falar é um personagem bastante querido dos Portugueses; claro que escrevo isto com um tom irónico e bastante jocoso sobre a personagem em questão. É uma personagem que lidera o organismo máximo do futebol europeu, que umas campanhas muito bonitas para dizer não ao racismo e, a minha preferida, lutar pela seriedade e pela honestidade no futebol. Ora não sei se me desmanche a rir ou se me desmanche a chorar mas vou optar mais pela segunda.

O líder deste organismo constantemente aparece em público com os seguintes exemplos de seriedade, honestidade e nada xenófobo, e adora Portugal (risos):

  • Refere constantemente dizer que clubes e/ou seleções nacionais gostaria de ver nas finais dos principais eventos desportivos europeus. O que para presidente da UEFA revela cá uma isenção….
  • Comenta constantemente sobre quem deve ou não ganhar o prémio de melhor jogador do mundo. Pelas declarações da personagem em questão, desde que não seja Cristiano Ronaldo ou qualquer outro Português está tudo bem. Ele diz que devia ser um jogador alemão mas se não for que seja o melhor jogador do mundial, que foi o Messi. Decisão mesmo sendo da FIFA foi compreendida por todos e justa…. Ou talvez não.
  • Critica constantemente o excesso de estrangeiros nos clubes e nas seleções e com razão! Se olharmos para a seleção francesa e para os clubes franceses estrangeiros é coisa que não há. São todos franceses.
  • E o futebol justo na Europa. É do mais justo que há para os clubes com maiores recursos financeiros ou que tenham relações com os principais patrocinadores das provas da UEFA. Quem não se lembra do justíssimo jogo do Sporting contra o Schalke 04 ou da seríssima final da Liga Europa entre Sevilha e Benfica. Melhor, na meia-final após o Benfica ter ganho 2-1 à Juventus o título principal da notícia no site da UEFA foi: “Juventus a um golo da Final”. Estou cada vez mais contente e impressionado com tanta seriedade.

E podia continuar aqui a falar muito mais sobre o personagem em questão mas perante tanta seriedade seria injusto. E de certeza que haverá muitas mais oportunidades. Até para a semana.

 

Por: Ricardo Santos

Marketeer

 

Partilhe esta notícia