Deram ontem início os dez dias da festa barreirense, que este ano tem um triplo mote: os 50 anos dos Jogos Juvenis, os 40 anos de Abril e os 30 anos de elevação a cidade. Na abertura do certame, o presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto, não escondeu o desejo de que as Festas do Barreiro ajudem os barreirenses a “ultrapassar as dificuldades do presente” e a encontrar as “soluções para o futuro”.

O presidente do município destacou as qualidades do local escolhido para a realização do evento, voltado para o Tejo e recentemente requalificado, e garantiu que a requalificação da zona ribeirinha continuará “nos próximos anos”.

Para Fernanda Ventura, da Associação de Mulheres com Patologia Mamária [AMPM], a mudança do local do evento marcou uma “viragem nas Festas do Barreiro”. “O novo espaço alimentou a nossa convicção de que ao sonhar é sempre possível fazer mais, basta todos querermos”, sublinhou, referindo-se ao trabalho realizado pelas 14 instituições, entre as quais a AMPM, que integram a Comissão de Festas e abraçaram o desafio de organizar conjuntamente com o município as principais festas da cidade.

 

 

Partilhe esta notícia