A Casa Bocage, espaço museológico de Setúbal dedicado à promoção da vida e obra do poeta setubalense, a par de outros projetos culturais, na qual funciona o Arquivo Américo Ribeiro, encerra a partir de segunda-feira para obras de beneficiação.

 

As intervenções impulsionadas pela Câmara Municipal de Setúbal naquele equipamento cultural visam a realização de trabalhos de beneficiação geral no edifício, assim como a reformulação da mostra permanente sobre o poeta setubalense.

 

A exposição temporária “Silêncios Intemporais”, com fotografias de Rui David, a decorrer desde meados de abril e que deveria estar patente até 28 de maio, pode ser visitada até às 18h00 de amanhã.

 

A Casa Bocage, instalada no Bairro de São Domingos, no centro histórico de Setúbal, reabre a 15 de setembro, Dia de Bocage e da Cidade.

 

Partilhe esta notícia