Os produtos regionais da época são promovidos na VII Feira de Outono, dia 9, na Herdade da Mourisca, em Setúbal, que conta com um magusto acompanhado de música e poesia.

O certame, de entrada gratuita, além de dispor de serviço de restauração e bar assegurado pela “Amarobom”, da chef Fernanda Amaro, disponibiliza, entre as 10h00 e as 18h00, um conjunto de atividades para todas as idades, como passeios de bicicleta, pedestres e de barco e palestras temáticas.

A iniciativa tem como principal objetivo promover os produtos característicos desta época produzidos nas zonas protegidas e áreas limítrofes, entre os quais hortofrutícolas, mel, sal, ostras, pão, vinho, queijo e ervas aromáticas.

A partir das 16h00, assinala-se o Magusto no Moinho. Na ementa desta festa popular estão presentes os sabores do outono, como a castanha assada, a batata-doce e a água-pé, em harmonização com momentos de poesia e de música.

O certame inclui ainda palestras temáticas sobre as salinas e a salicórnia, entre as 11h00 e as 13h00, uma das quais com Joaquina Soares, diretora do Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal, que fala sobre as origens da exploração de sal marinho nos estuários do Tejo e do Sado.

O projeto de recuperação da salina “Olhos”, na Mourisca, é apresentado por Cristina Falcão, técnica superior do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, enquanto Erika Santos, investigadora do Centro de Investigação em Ciências do Ambiente e Empresariais do Instituto Superior D. Afonso III, aborda o cultivo sustentável da salicórnia e outras halófitas.

Nesta Feira de Outono é inaugurada a exposição de aguarela “Entre a Serra e o Mar”, da artista Florbela Glindim, patente no Moinho de Maré da Mourisca até 31 de dezembro.

O certame é organizado pela Reserva Natural do Estuário do Sado/ICNF, pela Câmara Municipal de Setúbal e pela Junta de Freguesia do Sado, com o apoio da Junta de Freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra.

Partilhe esta notícia