O deputado do CDS-PP Nuno Magalhães, eleito pelo círculo de Setúbal, questionou o Ministério da Administração Interna sobre o processo de construção da nova esquadra da PSP no Barreiro.

Afirmando ter conhecimento de reuniões agendadas entre a Câmara Municipal do Barreiro e responsáveis do Ministério, a fim de preparar o arranque do processo de construção da nova esquadra da PSP no Barreiro.

Com efeito, a esquadra funcionava em instalações sitas no centro da cidade, mas, em função da falta de condições, foi transferida para a sede da Divisão da PSP, no Parque Empresarial da Baía do Tejo, refere-se no documento. Posteriormente, o município do Barreiro e a PSP terão assinado um protocolo, em julho do ano passado, que visava a requalificação e a instalação da esquadra da PSP no edifício do antigo Café Barreiro, situado no centro da cidade, estando previsto iniciarem-se as obras ainda no ano passado, ficando concluídas em 2016.

“Estas obras orçavam em cerca de 360 000 euros, estando a verba já garantida pelo anterior Governo, em sede de orçamento do Ministério da Administração Interna”, frisa Nuno Magalhães, secundado pelos deputados Telmo Correia e Vânia Dias da Silva, todos membros da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.

Assim, os deputados do CDS-PP pretendem que o MAI diga se existe, ou não, verba contemplada no orçamento do Ministério para a requalificação e relocalização da esquadra da PSP do Barreiro, qual o valor que foi destinado para o efeito e quando se prevê o início das obras, e a respetiva conclusão.

 

Partilhe esta notícia