CDS quer saber quando será removido o amianto da Escola Secundária Manuel Cargaleiro, no Seixal

Numa pergunta enviada ao Ministro da Educação, os deputados do CDS-PP Nuno Magalhães e Ana Rita Bessa questionam se a tutela tem conhecimento da existência de amianto no edificado da Escola Secundária Manuel Cargaleiro, no Seixal, e para quando está prevista a sua remoção.

Os deputados querem ainda que o ministro confirme a falta de assistentes operacionais na Manuel Cargaleiro e questionam quando será reforçado o quadro de pessoal desta escola.

A comunidade educativa da Escola Secundária Manuel Cargaleiro, no Seixal, protestou recentemente em denúncia da degradação dos telheiros do edificado, exigindo a rápida remoção e substituição do amianto.

No caso da Escola Secundária Manuel Cargaleiro, no Seixal, as coberturas dos pavilhões e do pavilhão gimnodesportivo contêm amianto, e o estado de degradação de algumas placas de amianto representa um perigo para a saúde dos alunos, professores e funcionários, que todos os dias frequentam a escola.

O amianto é um material tóxico e cancerígeno que está proibido na União Europeia desde 2005, e que representa um elevado risco para a saúde de todos quantos a ele estão expostos.

Refira-se que nesta legislatura foram já várias as iniciativas aprovadas com vista à remoção do amianto de edifícios públicos e privados, por parte de todos os partidos com assento parlamentar.

À margem desta reivindicação, os alunos da Manuel Cargaleiro denunciaram também a falta de assistentes operacionais, que frequentemente leva ao encerramento de vários serviços.

Fonte:CDS-PP

Partilhe esta notícia