Numa pergunta dirigida ao Ministro da Administração Interna, o deputado do CDS-PP Nuno Magalhães confronta a tutela com os dados do último relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Nuno Magalhães quer saber que razões encontra o Ministério da Administração Interna para o aumento considerável da sinistralidade rodoviária no distrito de Setúbal e se a tutela tem garantido todas as condições de segurança, nomeadamente, e entre outras, o reforço de patrulhas nas estradas e os meios ao dispor das forças de segurança, ou ainda um reforço nas ações de prevenção no distrito de Setúbal.

Segundo o último relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), o distrito de Setúbal regista um trágico aumento relativo à sinistralidade rodoviária.

Os resultados do respetivo relatório indicam, nos primeiros meses de 2018, um aumento significativo em comparação com os anos de 2016 e 2017 para o mesmo distrito.

O distrito de Setúbal conta já, desde o início do ano, com 2 558 acidentes, que resultaram em 21 vitimas mortais, ultrapassando Lisboa e Porto.

É obrigação do Estado garantir todas as condições de segurança nas estradas e apostar numa segurança rodoviária que proteja os cidadãos.

 

Partilhe esta notícia