O grande salão da Sociedade Cooperativa Piedense, em Almada encheu por completo, ultrapassando inscrições e expectativas, para o almoço-comício de apoio à CDU, que assinalou também o Dia Internacional do Idoso.

O entusiasmo e alegria que ali se vivia foi mais uma demonstração de força e confiança na CDU.

Francisco Lopes, primeiro candidato no distrito lembrou que aquelas “pessoas conheceram as condições dramáticas da exploração e obscurantismo durante o fascismo e que lutaram pela liberdade e pela democracia», e que hoje continuam a lutar pela melhoria das suas condições de vida.

Jerónimo de Sousa saudou os reformados e, em especial, o MURPI, lembrando que os idosos têm vivido tempos difíceis, desde os sucessivos PEC até ao pacto de agressão da troika, sofrendo um corte de muitos milhões de euros nos seus rendimentos. Muitos encontram-se em situação de carência e empobrecem dia após dia.

A CDU tem propostas, e inscreveu entre as 25 medidas urgentes o aumento real do valor das pensões e reformas e reposição do que lhes foi roubado.

Destacou que o voto na CDU é o único que dá força a estas aspirações e a uma verdadeira mudança de política – e cada voto no dia 4 pode ser decisivo para eleger deputados e reforçar o PCP e o PEV, que na AR sempre se têm batido em defesa dos reformados, pensionistas e idosos.

 
Gabinete Eleitoral Regional CDU

Partilhe esta notícia