O último piso do Centro de Saúde de Corroios ficou praticamente inoperacional devido às infiltrações de água da chuva que ocorreram durante o dia 20 de Novembro.

Alertados por um utente do referido centro, elementos da Comissão de Utentes da Saúde de Corroios (CUSC) foram verificar o local e ficaram estarrecidos com o estado de sítio em que se encontravam as salas do último piso. Salas de enfermagem e gabinetes médicos com os mobiliários e computadores cobertos por plásticos e uma imensidade de baldes e outros recipientes espalhados pelo chão a amparar a água que escorria dos tectos e paredes.

A água infiltrada, passou ainda para o piso de baixo, prejudicando também ali, o normal funcionamento diário, com evidentes constrangimentos para os utentes, clínicos e administrativos.

Já em Setembro houve idêntica situação que, tal como agora, foi reportada à ARS sem que nada tenha sido feito até. E ainda nem começou o Inverno.

É a enorme entrega e abnegação de toda a equipa profissional do Centro de Saúde, que o mantém a funcionar nas presentes condições.

O bolor pelas paredes e o seu cheiro é imenso, começando já a representar um perigo para a saúde pública, em particular para os profissionais que ali trabalham e para os utentes com maiores debilidades respiratórias.

De um total de 56.000 habitantes, o Centro de Saúde de Corroios serve cerca de 75% da população da freguesia, sendo complementado pela extensão do Moinho de Maré que atende cerca de 15.000 utentes.

Há muito que está diagnosticada a necessidade urgente de construir um novo centro de saúde, que acompanhe o enorme crescimento demográfico.

Há mais de 12 anos que a CUSC vem pressionando as autoridades estatais para o efeito.

O terreno está, há muito, cedido pela Câmara Municipal do Seixal, localizando-se nas imediações da esquadra da PSP de Santa Marta do Pinhal.

Após diversas acções de luta levadas a cabo pela população liderada pela sua Comissão de Utentes, que passaram por vigílias, manifestações e abaixo assinados, em 2007, o governo inscreveu em PIDAC o financiamento do projecto.

Vá lá saber-se porquê, nunca mais o projecto saiu da gaveta (vá lá saber-se qual…).

A convicção da Comissão de Utentes é que a continuidade desta luta na defesa de um Serviço Nacional de Saúde eficiente, eficaz e condigno dê os seus frutos e que, em breve, a população de Corroios possa assistir à inauguração do novo Centro de Saúde Corroios/Vale Milhaços e do tão ansiado Hospital do Seixal.

Partilhe esta notícia