Contra todas as expetativas, o Benfica partilha agora a liderança do campeonato com o Sporting. Quando em outubro do ano passado os encarnados perderam em casa com os leões por 0-3 e ficaram a 8 pontos (mesmo com um jogo a menos realizado na altura) poucos seriam os que acreditavam num Benfica forte para o resto da temporada. As exibições do clube da Luz não encantavam e Rui Vitória parecia que não tinha estaleca para treinar um clube como o Benfica, puro engano. Os resultados das equipas ditas “grandes” desta jornada e o momento que o Benfica atravessa ajudaram a confirmar o que se tem passados nestas últimas semanas.

Os encarnados conseguiram mais uma goleada, desta feita frente ao Belenenses por 0-5, a primeira parte dos pupilos de Rui Vitória não foi bem conseguida, mas a segunda parte foi absolutamente demolidora. A equipa da Luz leva já 59 golos marcados no campeonato contra 43 do Sporting e 41 do F.C. Porto o que mostra a elevada produção atacante dos encarnados. As próximas jornadas ajudarão a reforçar se o Benfica tem capacidade para segurar a liderança, até porque vêm aí jogos decisivos para o campeonato e regressam as competições europeias. Os jogos com o F.C. Porto e U. Madeira em casa e as deslocações a Paços de Ferreira e a Alvalade serão determinantes para reforçar o bom momento dos encarnados.

O Sporting, apesar das várias oportunidades de golo que criou, não foi além de um empate em casa frente ao Rio Ave. A equipa de Alvalade não pareceu intranquila em campo, mas tem pecado muito na finalização e no capítulo defensivo e tem perdido pontos frente a adversários que não são do seu campeonato e com os quais não era expetável que perdessem pontos. O que é certo é que a equipa de Jorge Jesus já teve uma vantagem confortável sobre o rival Benfica e, tirando uma jornada, esteve sempre à frente do F.C. Porto. Com uma vantagem pontual tão grande desperdiçada falta saber como é que o conjunto de Alvalade vai responder nas próximas partidas. Até ao grande jogo frente ao Benfica, o Sporting desloca-se aos terrenos do Nacional da Madeira e do Vitória de Guimarães e recebe o Boavista, e com os jogos da Liga Europa pelo meio.

Menos expetável ainda era a derrota do F.C. Porto em casa frente ao Arouca. Com a entrada de José Peseiro, os dragões pareciam estar a entrar no rumo das vitórias depois de uma boa exibição na Amoreira frente ao Estoril e de praticamente terem garantido a presença na final da Taça de Portugal com uma vitória folgada por 0-3 no terreno do Gil Vicente. Menos expetável ainda foi a exibição dos dragões; apática, sem chama e em muitos momentos do jogo a equipa parecia que estava a jogar junta pela primeira vez. O facto é que os azuis e brancos chegam à Luz a 6 pontos de desvantagem para o Benfica e para o Sporting e têm que obrigatoriamente vencer para se manterem na luta pelo título, ficar a 9 pontos de qualquer um dos rivais torna bastante complicada a conquista do campeonato.

 

 

Ricardo Santos

Marketeer

 

Partilhe esta notícia