“Gerir a relação com o munícipe: processos, procedimentos e sistemas de informação” foi o tema da Conferência “ISoP – Inovar em Serviços Públicos“, realizada na tarde de ontem, quinta-feira, 3 de março, no Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

“Cidades inteligentes / smart cities – presente e futuro”, a 14 de abril, 14h30, no Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro, é o tema da próxima conferência no âmbito da temática. As inscrições para esta e as restantes sessões, gratuitas, com Certificado de Participação, podem ser efetuadas no seguinte link:https://docs.google.com/forms/d/1k85JOWmBp-SEzR2lKUDqYKNpoRWtvzxhlfPQw7NOcLE/viewform.

Marcar o ponto da reflexão temática das tecnologias da informação e do conhecimento” é, conforme sublinhou o Vereador da Câmara Municipal do Barreiro (CMB) responsável pelo Gabinete de Tecnologias de Informação, Rui Lopo, o objetivo da sessão, cujos contributos podem ajudar a agilizar “aquela parte terrível dos procedimentos administrativos”.

“As tecnologias são determinantes para a evolução do serviço público, que cada vez tem que ter mais qualidade – ser mais próximo dos cidadãos”, disse, na Abertura, o Presidente da CMB. Carlos Humberto de Carvalho sublinhou que o serviço público “só tem razão de existir porque existem pessoas que precisam dele e que o pagam”. O responsável ainda concretizou: “É preciso encontrar a resposta mais eficiente, mais eficaz, mais tecnológica mas sempre com o mesmo objetivo – servir as pessoas”.

O Chefe de Equipa do Balcão do Empreendedor da Agência Para a Modernização Administrativa,  Jorge Cabrita de Sousa, apresentou Balcão do empreendedor como “ponto de acesso único para a realização das formalidades associadas ao exercício de atividades económicas”.

“Com o pensamento focado no munícipe, o Município do Barreiro está a caminhar num processo de uniformização/integração de aplicações”, afirmou o Coordenador do

Gabinete de Tecnologias de Informação da CMB, Manuel Landum, apresentando o trabalho efetuado e a realidade da Autarquia e a “visão 360º do munícipe”.

A Coordenadora Arquivo Municipal da Câmara Municipal de Sesimbra, Fernanda Rodrigues, falou do “Sistema de gestão integrada de informação autárquica e a tomada de decisão – Estudo de caso sobre a CMS” e da implementação do escritório eletrónico naquele município.

Nuno Oliveira, SMS&P Public Lead da Microsoft, falou, sobretudo, da sua experiência na autarquia de Matosinhos, da necessidade de uniformizar serviços e implementação do balcão único.

“Estes processos [da desburocratização] não se resolvem com tecnologia, resolvem-se com pessoas de carne e osso”, defendeu, acrescentando não haver vantagem na implementação de medidas “se nós não conseguirmos envolver as pessoas neste processo de mudança”. “A tecnologia só nos ajuda a fazer coisas mas não resolve, sozinha, problema nenhum”, concretizou.

Com este ciclo de conferências, a CMB pretende colocar na agenda, de forma regular, o debate, a partilha de ideias e reflexões, experiências e tendências, as melhores práticas no setor das Tecnologias da Comunicação e Informação adaptadas à realidade pública, particularmente municipal, procurando envolver vários atores do setor em múltiplos temas e conteúdos, sempre com o pensamento focado no serviço às populações, sublinhando a disseminação da informação e conhecimento relevante sobre o que há, o que pode haver e as mais-valias que podem as TIC protagonizar na melhoria dos serviços prestados às pessoas.

Vivemos em plena era da Informação digital/ tecnológica, o que transporta, obrigatoriamente, o nosso pensamento e a nossa atitude. Pretendemos dotar-nos de conhecimento que nos permita uma visão mais abrangente, integrada na rede das Smart Cities (da qual o Barreiro faz parte integrante), dotando os serviços e o território de ferramentas que permitam uma gestão integrada, inteligente, participada, sustentável, promovendo o desenvolvimento de soluções urbanas inovadoras.

Estas conferências não se realizam nos meses de julho, agosto e setembro.

Partilhe esta notícia