O município do Barreiro e a VALORMED – Sociedade Gestora de Resíduos de Embalagens e Medicamentos, Lda. assinaram, a 28 de outubro, um protocolo de colaboração que tem como objetivo “dar um encaminhamento adequado aos resíduos e embalagens de medicamentos, prevenindo a sua deposição nos contentores de recolha de resíduos sólidos urbanos e descarga nas águas residuais domésticas, fomentando a sua entrega nas Farmácias, contribuindo, dessa forma, para uma melhor qualidade ambiental das populações”.

Esta colaboração entre as entidades, visa sensibilizar os munícipes para a necessidade da entrega nas farmácias das embalagens vazias e medicamentos fora de uso de origem doméstica. Esta simples ação impede que seja feita a deposição no lixo doméstico ou o despejo nos esgotos, procedimentos que causam danos significativos e irreversíveis no ambiente.

De salientar que, no concelho do Barreiro, todas as farmácias são aderentes da Valormed e dispõem, nas suas instalações, de contentores apropriados e devidamente identificados.

Luís Figueiredo, Diretor Geral da VALORMED, agradeceu e felicitou a CMB pela forma célere como decorreu o processo de parceria e assinatura do protocolo. “É uma parceria que esperamos que seja frutuosa”, salientou.

A vereadora responsável pelas águas e resíduos, Sofia Martins, enalteceu também o trabalho desenvolvido pelas entidades com vista à realização do protocolo, esperando continuar esta “aliança” por muito tempo no sentido de uma melhoria ambiental.

O Presidente da CMB, por seu lado, salientou que tem sido feito “um esforço na área dos resíduos e no abastecimento de água para que haja maior qualidade no serviço prestado”. Carlos Humberto de Carvalho referiu ainda que “este caminho só é possível fazer em articulação com as pessoas e as entidades. Melhorar o ambiente, a qualidade de vida e de saúde das populações” é o objetivo do protocolo, salientou.

No âmbito do protocolo está previsto, entre outras atividades, o desenvolvimento de ações de sensibilização ambiental, tendo como temática de fundo os resíduos e embalagens de medicamentos. Recorde-se que, em algumas escolas do 1º ciclo do Concelho, foi já desenvolvida a iniciativa “Medicamentos … qual o seu fim? A VALORMED e a CMB explicam!”, com a colaboração de farmácias do Concelho.

A VALORMED explica, em folhetos informativos, o que deve ser entregue ou depositado no contentor: medicamentos fora de prazo, medicamentos que já não são utilizados, embalagens de medicamentos, elementos vazios ou com restos (blisters, ampolas, bisnagas, frascos, etc).

O que não deve ser entregue ou depositado no contentor VALORMED são agulhas ou seringas, termómetros, radiografias, aparelhos elétricos ou eletrónicos, gaze e material cirúrgico, produtos químicos.

Partilhe esta notícia