No âmbito do Protocolo da CMB com a Associação Humana Portugal, foi entregue, hoje, dia 30 de março, um cheque ao CATICA – Centro Comunitário de Coina, no valor de 9.240€.

 

Recorde-se que o Município do Barreiro e a Associação HUMANA Portugal celebraram, em 2014, um Protocolo de Parceria que visa definir os termos da cooperação entre ambas as partes, tendo em vista a recolha de roupa e calçado usados, em contentores apropriados.

 

Este protocolo assenta no mútuo entendimento de que a cooperação entre as duas entidades resultará numa boa gestão da reutilização e da reciclagem têxtil. Ao mesmo tempo que são apoiados os projetos de cooperação para o desenvolvimento da Associação HUMANA também são apoiadas as IPSS – Instituições Particulares de Solidariedade Social – do Concelho do Barreiro, bem como as iniciativas de carácter solidário de âmbito local.

 

A Humana Portugal recolheu, em 2016, 143.033 kg de têxtil usado no Concelho do Barreiro para lhes dar um fim social, através dos 43 contentores distribuídos no espaço público. A verba angariada referente a 2016 é agora entregue ao CATICA.

 

A Presidente do Centro Comunitário de Coina, Laurinda Oliveira, louvou a Associação Humana Portugal pela reutilização do material recolhido, pela proteção ambiental e pela ajuda social que daí resulta. Agradeceu também à CMB a realização deste protocolo que “cria verbas que ajudam instituições e, este ano, tivemos o prazer de sermos contemplados”. “A união faz a força”, salientou.

Cristina Marques, do Departamento de Relações Institucionais da Associação Humana Portugal, referiu a quantidade significativa de roupa recolhida, considerando que “a população está sensibilizada e quer ajudar”. Informou ainda que alguns dos recursos da associação visam apoiar alguns países no continente africano.

O Presidente da CMB, Carlos Humberto de Carvalho, referiu a importância de “juntar vontades, de trabalhar de forma articulada. O que se passou aqui foi juntar vontades e experiências com vários objetivos”, em termos de reaproveitamento, melhoria ambiental e apoio social. Quando as instituições, pessoas e entidades se juntam “todos ganhamos”, realçou o autarca.

 

Na iniciativa estiveram presentes também a Vice-Presidente da CMB, Sofia Martins, e a Vereadora responsável pela Intervenção Social, Regina Janeiro.

 

De salientar que a recolha de roupa é um serviço gratuito para os municípios e representa uma poupança significativa nos custos de recolha e eliminação de resíduos urbanos.

A Humana Portugal é uma associação sem fins lucrativos que, desde 1998, trabalha a favor da proteção do meio ambiente, promovendo a reutilização têxtil e realizando programas de cooperação em África e de apoio local em Portugal.

 

Partilhe esta notícia