Nuno Sanches Osório e António Martins, da Administração do Porto de Lisboa (APL), acompanhados pelo Presidente da Câmara Municipal do Barreiro (CMB), Carlos Humberto de Carvalho, e vereadores Sofia Martins e Rui Lopo visitaram a 24 de novembro, os trabalhos, em curso, de consolidação e melhoria da muralha até à praia do Clube Naval Barreirense (CNB) e, consequentemente, prolongamento do Passeio Augusto Cabrita.

Carlos Humberto de Carvalho adiantou que esta obra será ainda mais abrangente. Este ano, o Município do Barreiro e a Administração do Porto de Lisboa irão assinar um Protocolo no qual as duas entidades se comprometem a realizar uma nova obra conjunta, no valor global de aproximadamente 330.000 euros, assumindo, ambas, 50% das responsabilidades financeiras. Esta intervenção irá abranger a construção da via, a contenção da muralha que contornará a caldeira do Braancamp, passeio, o estacionamento do lado da caldeira e respetiva iluminação.

Refira-se que a obra já em curso resulta do trabalho conjunto entre a Câmara Municipal do Barreiro e a Administração do Porto de Lisboa, no quadro da candidatura REPARA. A candidatura da APL, no valor de cerca de 700.000 euros, envolve o prolongamento da muralha e contenção da marginal, contornando a sede do Clube Naval.

A outra candidatura, por parte da CMB e que contará com o apoio da APL, envolve um investimento de cerca de 150.000 euros, inclui a construção da ciclovia, do passeio e dos “cubos” contemplativos (bancos – “miradouros para o Tejo”). Estas duas candidaturas já foram aprovadas e são financiadas a 65%.

Dada a natureza da obra, irão ocorrer, durante as diferentes intervenções, alguns condicionalismos na circulação automóvel que serão, atempadamente, divulgados pela CMB, garantindo-se, sempre, uma alternativa efetiva de acessibilidade e mobilidade na área da intervenção.

Partilhe esta notícia