Quando faltam cinco jogos para o fim do campeonato já é seguro dizer que o pódio do campeonato está fechado com os habituais candidatos ao título a segurarem as três primeiras posições. Falta agora saber é em que lugares vão acabar Benfica, F.C. Porto e Sporting, se bem que a maior incerteza reside em quem vai acabar em primeiro e em segundo. No próximo fim-de-semana chega o tão ansiado jogo entre Benfica e F.C. Porto que muitos classificam como sendo o jogo do título. Embora não sendo totalmente decisivo, uma vitória do Benfica pode decidir em muito o desfecho deste campeonato. Já uma vitória do F.C. Porto deixa tudo empatado na frente com os números dos confrontos directos e da diferença de golos a poderem ser de alguma forma decisivos.

Nesta última jornada ficou tudo igual com as equipas a estarem apenas separadas por um ponto. O Benfica entrou em campo no Restelo fazendo uma exibição sem o fulgor das últimas que fez nos dois jogos em casa contra o Nacional e a Académica mas que acabou por ser pragmática e eficaz. Jonas mostrou mais uma vez ser um quebra-cabeças e marcou os dois golos da partida frente ao Belenenses. O atacante do Benfica está a um golo de Jackson Martínez na lista de melhores marcadores e tem estado em destaque por essa Europa fora, principalmente por ter sido um jogador que chegou aos Encarnados a custo 0 e estar a ter um rendimento ao nível dos melhores do velho continente.

O F.C. Porto venceu a Académica pela margem mínima, 1-0, entrando em campo com uma equipa onde não incluía a grande maioria dos habituais titulares. Lopetegui arriscou muito a pensar no jogo de terça-feira a contar para a Liga dos Campeões mas acabou por ser feliz e conquistar três importantes pontos que mantém a sua equipa na luta pelo título nacional. Ao contrário do que aconteceu no Estádio da Luz, a Académica deu uma melhor imagem e fez de tudo para aproveitar um F.C. Porto em gestão mas acabou por não o conseguir. O golo dos Dragões foi marcado pelo reforço de Inverno Hernâni e Aboubakar também esteve em destaque mas desta vez por um conjunto de oportunidades de golo que não conseguiu aproveitar.

Por fim, do lado do Sporting, Marco Silva teve que lidar mais uma vez com uma expulsão que obrigou a sua equipa a jogar com menos uma unidade toda a segunda parte. Mesmo assim, a equipa de Alvalade conseguiu desfazer o empate com um golpe de cabeça de Slimani e garantir uma vitória que praticamente segura o terceiro lugar. O Braga, que está agora a 10 pontos dos Leões, pouquíssimas hipóteses terá de alcançar o conjunto de Alvalade.

Todas as atenções vão estar voltadas para o Estádio da Luz mas antes temos Champions League e o F.C. Porto bem lançado para chegar às meias-finais.

 

Ricardo Santos

Marketeer

Partilhe esta notícia