O «Plano Intermunicipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios do Barreiro e da Moita 2014/2018», o «Plano Operacional Municipal do Barreiro» e o «Plano Operacional Municipal da Moita» foram, em abril último, aprovados por unanimidade, no decorrer da reunião da Comissão Intermunicipal de Defesa da Floresta do Barreiro e da Moita.

Esta reunião contou com a presença de Carlos Humberto de Carvalho, Presidente da Câmara Municipal do Barreiro; Miguel Canudo, Vereador da Protecção Civil da Câmara Municipal da Moita; Coordenadores dos Serviços Municipais de Protecção Civil da Câmara do Barreiro e da Câmara da Moita; Comandante dos Bombeiros Voluntários da Moita, e representantes do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Policia de Segurança Publica (PSP).

Recorde-se que o «Plano Intermunicipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios do Barreiro e da Moita», para o período de 2014 a 2018, define as medidas e ações necessárias e inclui a previsão e planeamento integrado das intervenções das diferentes entidades relativas à defesa da floresta contra incêndios. Foi elaborado, sob a responsabilidade da Comissão Intermunicipal de Defesa da Floresta do Barreiro e da Moita, em consonância com o Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios e com os respetivos planeamentos – distrital de defesa da floresta contra incêndios – e planeamento municipal, de carácter executivo e de programação operacional.

Os Planos Operacionais Municipais aprovados são anuais e identificam e quantificam os recursos humanos, materiais e estruturais disponíveis, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios para o ano de 2014.

 

 

Fonte: CMBarreiro

Partilhe esta notícia