As Comissões de Utentes do Litoral Alentejano, em comunicado, denunciam que está a verificar-se uma “rutura das urgências hospitalares”, reiterando que este “não é um problema pontual, é frequente e tem vindo a agrava-se”.

“O caos verificado na Urgência do Hospital do Litoral Alentejano e também de outros Hospitais põem em causa não só os tempos de espera para o atendimento, bem como a qualidade dos serviços prestados”, sublinham.

Para as Comissões a congestão das urgências deve-se, entre outras razões, “ao crónico subfinanciamento do Serviço Nacional de Saúde, à clara intenção de privilegiar o setor privado, por perda de qualidade na prestação de serviços médicos no S.N.S.; à manifesta   intenção de canalizar verbas de financiamento para o setor privado em prejuízo do sector público; ao encerramento de Extensões de Saúde; ao insuficiente número de profissionais de saúde a todos os níveis e à falta de camas de internamento”.

Partilhe esta notícia