Hoje a Câmara Municipal do Seixal emitiu um comunicado sobre o voto da oposição com imprecisões. Ficou por dizer que o executivo do Seixal não tem capacidade de diálogo. Ficou por dizer que passados 3 meses do chumbo do Orçamento e 2 meses depois da oposição ter entregue uma carta aberta ao Senhor Presidente a disponibilizar-se para negociar novo orçamento, vem agora não o Senhor Presidente da Câmara, mas o Senhor Presidente da Assembleia Municipal chamar oposição e presidente das juntas de freguesia para negociar um novo orçamento. Repito, vem não o Senhor Presidente da Câmara, mas o Senhor Presidente da Assembleia Municipal chamar os partidos e presidentes de junta de freguesia para negociar novo orçamento que se irá arrastar até meados de abril. E se tivermos em conta que o orçamento leva 2 meses para ser feito, lá para meados de junho estaremos a discutir o novo orçamento.  Ficou por dizer que, entre outras coisas, o que se pretendia aprovar era uma “autorização genérica para assunção de compromissos plurianuais” e isto é um alçapão e uma autêntica via verde para a câmara municipal gastar verbas do município sabe-se lá em quê e o CDS não passa cheques em branco à CDU. Alimentar a opinião pública com narrativas sobre os investimentos que têm previstos e já não podem concretizar, por responsabilidade da oposição é no mínimo reprovável, até porque muitas das obras estão prometidas há anos e constaram anos a fio nas GOP. Mas há uma frase no comunicado que desmascara a verdadeira intenção da CDU ao querer aprovar a 1ª revisão do orçamento de 2018, onde é afirmado que “todas estas propostas, entre muitas outras, também constavam das Grandes Opções do Plano e Orçamento da Câmara Municipal do Seixal para 2019”. E posto isto, não temos dúvidas nenhumas que um novo orçamento para 2019 é uma miragem.

Fonte:CDS-PP Seixal

Partilhe esta notícia