Os membros eleitos pelo Partido Socialista na Assembleia de Freguesia de Quinta do Anjo, vêm pelo presente apresentar a sua posição política face às situações que nos últimos tempos se tem verificado na nossa Freguesia.

Os membros do PS votaram contra o Orçamento para 2016 apresentado pelo executivo da Junta em Novembro de 2015 porque o mesmo não estava de acordo com os nossos princípios e valores que defendemos quando nos candidatámos. Este voto contra tem que ver com visões políticas diferentes nomeadamente no capítulo da Despesa, em que se notou uma clara opção da parte da CDU por gastos que direta ou indiretamente não só não resolvem os problemas da freguesia como mostram uma clara opção despesista em áreas que só prejudicam a imagem dos autarcas e da autarquia.

Apesar do voto contra do PS o Orçamento foi aprovado, com despesas em comunicações previstas em 11.100€ a título de exemplo.

 

Em Março do ano corrente foi convocada uma Sessão Extraordinária de Assembleia de Freguesia há qual o executivo da junta não compareceu, sendo sua obrigação por lei, bem como não instruiu ninguém para a abertura da sede da junta impossibilitando que se realizasse a reunião.

Perante isto, o PS apresentou uma Moção de Censura ao executivo da junta repudiando veemente este tipo de comportamento, que não tendo uma consequente demissão ou dissolução do executivo tem um efeito político e simbólico que permite separar dois modelos de governação autárquica, a actual da CDU e a alternativa do PS.

 

Na reunião ordinária de Abril, o PS votou contra na Prestação de Contas de 2015 por notórias falhas no documento bem como rubricas em que se nota uma má gestão orçamental.

O PS responde pelas suas ações e como tal este voto não teve que ver com a atuação anterior do executivo mas sim com o determinado em epígrafe e com diferenças claras de opções políticas.

No mesmo sentido o PS votou contra a 1ª Revisão ao Orçamento 2016 e em consonância com o seu voto no orçamento apresentado em Novembro. E aqui acrescentamos o facto do documento apresentado não apresentar medidas concretas de redução de despesa nas rubricas que considerámos excessivas em Novembro.

 

Por fim é de referir que o trabalho de oposição do PS sempre foi o de uma oposição construtiva baseado na alternativa socialista séria e responsável, unicamente preocupados com as necessidades e expectativas das populações da freguesia! Todas as ações dos membros do PS na freguesia de Quinta do Anjo visam o normal funcionamento dos órgãos autárquicos e o objetivo de resolução dos problemas da freguesia!

 

A freguesia de Quinta do Anjo e as suas populações merecem uma autarquia mais eficaz e eficiente, que seja noticia pelos bons motivos e não por casos que não dignifica quem exerce cargos autárquicos.

 

 

Pela afirmação e desenvolvimento da freguesia de Quinta do Anjo!

 

Os membros eleitos pelo PS na Assembleia de Freguesia de Quinta do Anjo

 

Partilhe esta notícia